Votação de acordo com o Maracanã é adiada por conta de documentações

Votação de acordo com o Maracanã é adiada por conta de documentações

O Flamengo busca uma solução por maior tempo para mandar seus jogos. Nas últimas semanas, o clube intensificou conversas e avançou para acordo com o Consórcio Maracanã, tendo a intenção de fechar contrato para utilização do estádio por quatro anos. Apesar do caso ser tratado com otimismo, alguns impasses têm travado a concretização do acerto.

De acordo com informação dos jornalistas Marcelo Baltar e Amanda Kestelman, ambos do Globo Esporte, o membros do Conselho Deliberativo (Code) não aprovaram os termos que estão sendo propostos atualmente. A questão estaria envolvida com a EsporteCom, empresa que se uniu ao Flamengo na tentativa de assumir o estádio, planejando ter espaço para marketing.

A empresa pretende arcar com 40% do valor de aluguel do Maraca dos jogos do Rubro-Negro, o que reduziria consideravelmente o valor pago pelo clube. Porém, o questionamento do Code é em relação à possibilidade da empresa não cumprir com seu pagamento, uma vez que o Flamengo não teria responsabilidade pelo problema, mas poderia ser prejudicado diretamente.

Desta forma, a votação que era prevista para o dia 22 de maio deve acontecer sete dias depois, ou seja, 29 maio. Até lá, a tendência é que um novo contrato seja elaborado e assinado pelo Consórcio Maracanã. Após isso, a votação do Code será realizada.