| Futebol

Xô, Z-4! Márcio Araújo quer vitória para afastar risco durante paralisação

Volante diz que ficar 45 dias respondendo sobre possibilidade de queda será difícil e cobra vitória diante do Figueira. Por outro lado, pede respeito ao lanterna

Márcio Araújo no treino do Flamengo (Foto: Vicente Seda)Márcio Araújo vê o time do Flamengo em evolução  (Foto: Vicente Seda)

Meta número 1: vencer seis dos nove jogos antes da Copa. Não deu. Meta número 2: terminar a primeira parte do Brasileirão no G-4. Impossível. Meta número 3, e agora com contornos de obrigação: se distanciar o mais rápido possível da zona de rebaixamento. Em apenas sete rodadas, o Campeonato Brasileiro já deu um banho de realidade para o Flamengo. Se estar na parte de cima na paralisação de 45 dias da competição era um objetivo natural no início, agora o que toma conta do elenco é o temor de passar quase dois meses falando em risco de queda para Série B. Por isso, Márcio Araújo já deu o grito de ordem: vencer o Figueirense é fundamental para que o Rubro-Negro tenha ao menos paz no período sem jogos.

- Sabemos da nossa responsabilidade. Não vai ter jogo fácil e ficar respondendo sobre zona de rebaixamento vai ser difícil. Estamos concentrados para estes dois jogos. Quando tínhamos tempo, queríamos terminar entre os quatro, brigando pela Libertadores. Agora, temos que ver a nossa realidade, que é vencer o próximo jogo e pensar no grande jogo com o Cruzeiro.

Não vai ter jogo fácil e ficar respondendo sobre zona de rebaixamento vai ser difícil"
Márcio Araújo

Com seis pontos em sete partidas, e apenas cinco gols marcados, o Flamengo ocupa a decepcionante 16ª colocação no Brasileirão. Como o Grêmio, quarto colocado, tem 13 pontos, um lugar ao G-4 já é algo impossível, e o volante rubro-negro botou o foco em metas mais modestas. A tabela até a paralisação apresenta uma peculiaridade para os cariocas: encara o lanterna quinta-feira e o líder domingo. Obrigação de vencer o Figueira? Márcio Araújo prefere precaução ao falar dos catarinenses.

- Temos que respeitar todo mundo, independentemente da posição que está. As dificuldades vão ser as mesmas. Vai depender da reação da nossa equipe. Demos uma boa resposta no último jogo e temos que seguir evoluindo. Depois do jogo com o Bahia, o time foi bem melhor. Contra o Santos, marcamos mais, tiramos os espaços e merecíamos a vitória.

Para o camisa 8, a última atuação serve de alento para time e torcida. Márcio Araújo acredita que o Flamengo teve sua melhor exibição sob o comando de Ney Franco no empate com o Santos, e pede uma evolução ainda maior para alcançar a segunda vitória no campeonato.

- Sob o comando dele, foi a melhor atuação. Realizamos bem o que ele pediu para fazer. Faltou concluir melhor. Mas não dá para viver de um jogo só, temos que evoluir. As dificuldades vão ser maiores. É preciso estar atento.

Apesar dos elogios ao jogo contra o Santos, o Fla terá quatro caras novas para o duelo com o Figueirense, quinta-feira, às 19h30m (de Brasília), no Morumbi: Felipe, André Santos, Elano e Alecsandro entram nas vagas de Paulo Victor, Chicão, Everton e Negueba.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.