| Futebol

Zé lembra com carinho de Chapecó e de encontro com Caio Júnior

Treinador do Fla elogia o povo e a generosidade do clube catarinense na passagem do Rubro-Negro pela cidade e diz que virou fã do técnico que comandava a equipe

flameng - Zé lembra com carinho de Chapecó e de encontro com Caio Júnior

A tristeza pela tragédia com a delegação da Chapecoense ainda abala a todo mundo. Em coletiva nesta sexta-feira, o técnico Zé Ricardo lamentou o acidente que matou 71 pessoas e diz que será algo que ficará marcado para sempre. O treinador relembrou bons momentos vividos na cidade de Chapecó na passagem rubro-negra por lá e a hospitalidade que a delegação recebeu da Chape, adversária pelo Brasileirão.

- Tive uma experiência pequena, mas positiva com relação à Chapecoense. Fomos jogar lá na semana da nossa estreia nessa na Sul-Americana, contra o Figueirense, no Orlando Scarpelli, e de lá fomos direto para Chapecó. Meu primeiro susto foi ao saber que faríamos nossa preparação no CT deles. Nos cederam o espaço de uma maneira muito carinhosa, então a primeira impressão foi extremamente positiva. Conhecendo a cidade e seu povo, o clube se mostrou muito diferente com relação à sua maneira de enxergar o futebol - disse o treinador, lembrando também que teve com Caio Junior, que era o técnico do time.

- No dia da partida especificamente, estávamos no vestiário antes de começar o aquecimento e do vestiário da Chapecoense surgiu o Caio Júnior. Mesmo sem conhecê-lo pessoalmente, fomos um ao encontro do outro e ele me desejou boa sorte, me deu os parabéns por tudo o que vínhamos fazendo. Também o parabenizei por suas recentes conquistas no mundo árabe. Ele foi muito gentil e a recepção foi a melhor possível. Foi um papo curto, mas que percebia muita sinceridade em suas palavras. A partir desse momento ele ganhou mais um fã. Estávamos torcendo muito para a Chapecoense nessa final e, infelizmente, aconteceu tudo isso. Só tenho que parabenizar a Chapecoense por tudo que eles conseguiram e torcer para que eles se reergam o mais rápido possível, tão ou mais fortes do que estavam - completou.

Segundo Zé Ricardo, a tragédia abalou a todos no clube, principalmente os jogadores. Por isso, foi preciso fazer alterações nos trabalhos desta semana. Ele disse que independente do que for resolvido da última rodada do Brasileirão, se será cancela ou não, o Fla estará preparado. 

- Na terça-feira, cancelamos o treino assim que soubemos do ocorrido. Na quarta, tivemos um longo papo sobre respeitar o momento de cada um que não se sentisse à vontade para treinar. De maneira muito profissional, eles se colocaram à disposição para trabalhar. Só tenho que reconhecer toda força e caráter do nosso grupo, pois nesses três dias eles foram extremamente profissionais. Na semana que vem, esperaremos para ver o que vai acontecer. Não sei como funciona essa legislação, o que reza os interesses de A, B ou C. O fato é que vamos nos preparar para o caso de termos que jogar. Teremos um adversário de muita qualidade. No entanto, esse é um momento de prestar solidariedade a nossos atletas também, pois tiveram alguns que ficaram muito abalados com tudo que aconteceu.

Fonte: http://www.lance.com.br/flamengo/lembra-com-carinho-chapeco-encontro-com-caio-junior.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.