| Futebol

Zé Ricardo dedica título à família, Muricy Ramalho e Zagallo

Treinador ainda enalteceu a união do grupo e falou dos demais objetivos da equipe após a vitória sobre o Fluminense

Após conquistar seu primeiro título à frente dos profissionais, o técnico Zé Ricardo falou aos jornalistas - mas é claro que depois de tomar o protocolar banho dos atletas. O treinador agradeceu a Muricy Ramalho e Zagallo pelo apoio, exaltou a união do elenco e falou sobre os demais objetivos do clube na temporada.

Obrigado, sócio-torcedor! Mais um título para o Mengão - e, mais uma vez, o Programa Nação Rubro-Negra ajudou a construir este caminho. O sócio-torcedor faz o Flamengo sempre mais forte - e quem faz parte tem benefícios únicos para ficar sempre mais perto do Mengão. Clique aqui e faça sua adesão!

Confira:

Dedicatória
Queria fazer duas homenagens. Família, muitas vezes deixamos de sair, fazer o que toda família faz. E dentro do Flamengo todos se sentem abraçados por nós, mas quero fazer duas menções especiais: ao professor Muricy Ramalho que infelizmente não pôde estar presente e toda vez que nos encontramos falou que o Flamengo estava com a pessoa certa, na hora certa. A segunda pessoa é o Zagallo. Através do fisioterapeuta do nosso Velho Lobo, amigo em comum, o encontrei e ele me deu palavras muito carinhosas e eu tinha certeza que se tivesse a possibilidade de agradecer o faria em público. Essas palavras nos dão força. Confesso que ainda tenho um pouco de dificuldade de digerir derrota. Que bom que posso contar com pessoas como conto no Flamengo para trazer mais alegrias à Nação que tanto merece.

Objetivos
Antes do Brasileiro temos a estreia na Copa do Brasil quarta, também no Maracanã, contra o Atlético-GO. Teremos folga amanhã e se precisar recuperar alguem terça a gente se encontra para ver quem tem melhores condições. Ainda temos um desafio enorme pela Libertadores, tem Brasileiro pela frente. São tarefas que precisamos conversar na terça-feira. São objetivos do clube e com certeza tomaremos a melhor decisão.

Adversário
O Fluminense é um grande adversário e tenho certeza que fará um grande Brasileiro. É uma equipe jovem que tem muito a evoluir. A sequência de jogos fará deles uma equipe muito forte. Tivemos dificudades, sentimos um pouco depois do gol, mas mantivemos a calma e fomos para o intervalo com a vantagem mínima para conversar o que a gente queria. É o merecimento de um grupo que trabalha demais, se adora, que temos muito respeito um pelo outro. Realmente eles têm um comprometimento e uma intimidade fundamentais para uma equipe se desenvolver.

Trabalho no clube
Acho que o trabalho que o presidente vem fazendo, o Fred Luz como CEO, é acima de qualquer coisa. Duas pessoas honestas, competentes e responsáveis. Como grandes líderes que são acabam disseminando essa liderança. Mesmo tendo o cargo e poder que têm não se colocam como tal e dividem todas as responsabilidades. Fazem com que todos se sintam importantes. Delegar tarefas, cobrar por elas e ser cobrado por elas é o que causa o merecimento. Sempre com respeito e profissionalismo. Todos os setores melhoram sua performance e isso faz com que o clube cresça. Estamos sempre tentando "aumentar o sarrafo" para que a gente não caia no comodismo. O clube ainda é empurrado por uma Nação maravilhosa que nos apoia desde o inicio, onde quer que a gente esteja.

Cobrança
A cobrança pelo título seria muito grande para qualquer treinador. Não pode um clube do tamanho do Flamengo ficar três anos sem ganhar uma taça. Como chegar lá é o grande desafio. O nosso caminho é trabalhando forte, com honestidade. Contei com um grupo mais do que merecedor, talentoso, que também sabe de suas limitações e quando precisar sofrer, estamos aprendendo a sofrer. Tomara que as dificuldades que encontramos nas finais e na Libertadores criem mais casca no nosso grupo para quebrar as barreiras e buscar o que todo torcedor quer: vitórias, conquistas.

Guerrero assumir protagonismo com lesão do Diego
Quando ele (Guerrero) voltou da seleção deixei claro para ele que tudo que eu pensava para a equipe passava por ele (sem Diego). Para terminar as jogadas teríamos que ter um grande goleador. Ele tem um nível altíssimo, oscila muito pouco e quando oscila é na parte de cima. Com a ausência do Diego, a conversa foi para ele chamar para si, para jogar saindo um pouco mais da área, para abrir espaço nas suas costas e alguém atacar em profundidade. Ele vem fazendo isso com muita sabedoria e foi recompensado com um gol da final. Ele merecia um título pelo clube porque grandes atletas e o Clube de Regatas do Flamengo combinam.

Entrada do Juan
Réver depois do gol do Guerrero me disse que não aguentava mais jogar e coincidiu com o Juan voltando e podendo participar dese momento. Demos a ele a oportunidade de dar mais um título para o Flamengo.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/25314/ze-ricardo-dedica-titulo-a-familia-muricy-ramalho-e-zagallo

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.