| Futebol

Zé Ricardo entre a técnica e tática

flameng - Zé Ricardo entre a técnica e tática

Com a possível chegada de Éverton Ribeiro, o Flamengo terá um elenco recheado de meias talentosos, tal qual era a Alemanha campeã do mundo de 2014, que também possuía seus principais talentos concentrados nessa posição. A seleção europeia continha Kroos, Ozil. Khedira, Schweinsteiger, já o Rubro-Negro terá além de Ribeiro; Diego, Conca e Éderson. Certamente não dá para comparar os nomes, mas dá para observar e basear a forma de jogar que o técnico alemão introduziu para poder utilizar seus principais jogadores juntos.

Na seleção amanhã, apenas Khedira tinha como principal função a marcação, mesmo assim, apresentava bom passe, e participava ativamente do jogo características que não são comuns ao primeiro volante da Gávea. Enquanto isso os outros jogadores, sempre possuíram características mais ofensivas.

Com isso o técnico da seleção, Low, adaptou seu esquema para que seus principais talentos pudessem estar em campo, e consequentemente aumentar a qualidade do time com a bola no pé, e o que podemos ver, foi um time que além de bem aplicado taticamente, sabia jogar bem com a bola no pé, e envolver as principais seleções do mundo.

No Flamengo, Zé Ricardo não abre mão de seu “4-3-3”, sendo que os ponteiros têm como principal função, marcar o lateral adversário, com isso, o centroavante acaba jogando bem isolado. Ao contrário de Low que privilegia os jogadores, Zé privilegia o esquema, com isso, vários jogadores contestados, que há muito não conseguem produzir nada ofensivamente, são escalados de forma constante, e quando não podem atuar, Zé prefere improvisar laterais, para fazer tal função.

A parte tática é fundamental no futebol moderno, isso é cristalino, mas sem a parte técnica, ela acaba se tornando inútil. Com a recuperação de Conca, e a eminente chegada de Éverton Ribeiro, Zé Ricardo será quase que obrigado a rever seus conceitos, e terá provavelmente sua prova de fogo no comando do clube, visto que a torcida já não tem para com ele, a mesma paciência de outrora.

Saudações RN.

Por: Wesley Paulo

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2017/05/ze-ricardo-entre-tecnica-e-tatica/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.