| Futebol

Zé Ricardo: "O Flamengo tem força para lutar pelo G-4"

Treinador elogia entrega da equipe no empate em 0 a 0 com o Santos

flameng - Zé Ricardo: "O Flamengo tem força para lutar pelo G-4"

Zé Ricardo dá instruções a Mancuello

Faz parte do futebol: muitas vezes, jogos com inúmeras chances de gol e bolas na trave terminam no 0 a 0. Foi assim na partida entre Flamengo e Santos, na última quarta-feira (3), na Arena Pantanal. Mesmo que a vitória não tenha se concretizado, o técnico Zé Ricardo elogiou a entrega de seus comandados e reafirmou que o time tem força para lutar no topo da tabela do Brasileirão.

O Mengão está a apenas dois pontos do líder do campeonato e conta com você para ficar cada vez mais forte: clique aqui e seja sócio-torcedor!

Veja os principais trechos da coletiva do treinador após o jogo:

No caminho
Era um clássico, conseguimos um ponto fora de casa e chegamos à quinta partida sem derrota. Isso nos credencia a ficar no grupo de cima. O Flamengo tem força para lutar pelo G-4 e pela parte mais alta da tabela. Estou feliz pelo rendimento e os atletas se doaram. Agora temos um jogo dificílimo contra o Atlético-PR (sábado, às 18h30), que vem motivado por ter vencido o Corinthians. Vamos procurar vencer e entrar de vez no G-4

Substituição de Cirino por Fernandinho
Faz parte do jogo, a gente pensou uma estratégia que estava dando certo com o Marcelo pelo lado direito. O Marcelo é um jogador que tem capacidades muito interessantes para o futebol atual. Ele vem apresentando um comportamento que no vinha fazendo, tem treinado bastante. Ele depende muito do treino do dia, vem entendendo isso e crescendo. Claro que não vai fazer todos os jogos em alto nível, porque há jogos quarta e sábado, então é impossível fazer todos os jogos bem. Julgo algumas criíicas como injustas ao Cirino. Hoje, quando esteve em campo, ele aproveitou bem. A saída dele mudou o plano, e a gente vai para o jogo sempre com uma estratégia. Tentamos o Fernando ali, e ele é um jogador que vai melhor pela esquerda. Como o Éverton estava bem pela esquerda, experimentamos o Fernando ali pra continuar agressivo em cima do Caju. Tem dia que o jogador tenta entrando fazer o seu melhor, mas não acontece.

A bola não entrou
O Santos, mesmo com desfalques, tem uma bela equipe e um elenco forte. Jogou boa parte da partida no contra-ataque, tínhamos muitos jogadores velozes e tentamos equilibrar defensivamente. Em alguns momentos no ataque, a gente precipitou um pouquinho, mas corrigimos e paramos de dar a opção do contra-ataque para o Santos. Tivemos o Guerrero bem alongado no meio dos dois zagueiros deles e acabamos conseguindo boa parte das penetrações com o Éverton e depois com o próprio Adryan, mas infelizmente hoje a bola não quis entrar. Fico satisfeito pelo empenho do grupo, foi uma viagem longa e tínhamos o receio de eles sentirem um pouco a viagem, mas isso não aconteceu e e eles reagiram.

Mudança de esquema tático
Precisa variar o sistema de jogo. No com Alan Patrick e Mancuello, a gente perde um pouco na velocidade pelo lado de campo, perde um pouquinho nas beiradas, mas ganha um pouco mais de posse. Sabíamos que o Santos vinha numa proposta mais defensiva, então optamos por abrir o jogo, explorar o lado do campo, fazer triangulações. Acho que deu certo, conseguimos bastante jogadas de fundo. A gente não conseguiu ser feliz no último passe, na última bola, mas, dentro do que a gente planificou, acho que deu certo.

Rodinei, Juan e Jorge jogam no sábado?
Juan acho difícil, teve um incômodo na panturilha esquerda e começou tratamento no próprio Couto Pereira. Jorge e Rodinei já trabalharam essa semana e amanhã a gente avalia. Mas vamos ter tranquilidade para escalá-los, até porque Chiquinho e Pará vêm num ritmo bom.

Fonte: http://flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/23853/ze-ricardo-o-flamengo-tem-forca-para-lutar-pelo-g-4

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.