| Futebol

Zé Ricardo torce para prisão de vice não atrapalhar Flamengo

Técnico diz que Flávio Godinho "sempre foi uma pessoa de muita presença e muita participação", mas prefere não entrar em detalhes sobre a prisão

flameng - Zé Ricardo torce para prisão de vice não atrapalhar Flamengo

A prisão do vice-presidente Flávio Godinho agitou o dia do Flamengo. Questionado sobre o assunto, o técnico Zé Ricardo preferiu não entrar em detalhes por entender que é uma questão pessoal, mas admitiu torcer para que o problema não atrapalhe o planejamento do Rubro-Negro para a temporada.

- Sinceramente, não é uma pergunta fácil de responder. São problemas particulares. Não temos direito de ficar fazendo nenhum tipo de comentário. Como vice-presidente, tem cumprido sua basta muito efetivamente. Conosco, sempre foi uma pessoa de muita presença e muita participação. Vamos esperar o desdobramento e espero que não interfira no planejamento de nenhuma forma - disse o treinador em entrevista coletiva no Ninho do Urubu, nesta quinta-feira. 

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal cumpriram um mandado de prisão contra o vice-presidente do Flamengo, Flávio Godinho, por volta de 6h30 desta quinta-feira, no Rio de Janeiro. As informações são do G1. A busca faz parte da Operação Eficiência, desdobramento da Lava Jato. A diretoria do Rubro-Negro se pronunciou sobre o caso no fim da manhã e anunciou que o presidente Eduardo Bandeira de Mello acumulará funções.

Flávio Godinho participa diretamente das negociações do Flamengo com reforços. Mas o acerto com o colombiano Orlando Berrío, atacante do Atlético Nacional, não deve ser problema. Rodrigo Caetano, gerente de futebol, é quem conduz essa negociação. 

O vice-presidente do Flamengo já havia sido conduzido coercitivamente à sede da Polícia Federal no Rio de Janeiro anteriormente, em setembro do ano passado, também por causa da operação Lava Jato. 

O dirigente é acusado de participar de ocultação e lavagem de dinheiro das propinas que eram recolhidas das empreiteiras que faziam obras públicas no Rio de Janeiro. A PF e o MPF cumprem também outros oito mandados de prisão e quatro conduções coercitivas na cidade. Godinho era braço direito do empresário Eike Batista, que também é alvo da operação.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2017/01/ze-ricardo-torce-para-prisao-de-vice-nao-atrapalhar-flamengo.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.