• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • OCTACAMPEÃO BRASILEIRO

ANÁLISE: NÃO FOI SÓ O FLAMENGO QUE MUDOU DE PATAMAR

O Futebol Brasileiro, não é de hoje, vem sofrendo alterações profundas. Rótulos estão se alterando e ao nos referirmos a “Times Grandes”, atualmente, precisamos parar e analisar o retrospecto das últimas temporadas, o tamanho das dívidas dos clubes e a capacidade desses para equacioná-las.

 

O que ocorre atualmente com o Cruzeiro, por exemplo, era impensável até bem pouco tempo atrás, para um clube acostumado com títulos. Vasco e Botafogo, mesmo que de forma mais preocupante, eram vistos apenas como times “Grandes em Dificuldades” e não em decadência profunda, como vem sendo constatado.

 

E, em um processo inverso aos desses, alguns clubes médios vêm ascendendo e ocupando o lugar de quem não consegue mais se sustentar na elite. O caso mais perceptível é o A. Paranaense que, além de estádio próprio e ser saudável financeiramente, começa a disputar títulos como gente grande e a roubar o lugar de gigantes nas grandes competições.

 

Um outro exemplo de clubes em ascensão é esse nosso adversário de hoje. O Red Bull Bragantino é, hoje, um clube economicamente estável, que investe pesado em elenco e começa a botar as manguinhas de fora nas competições.

 

Diante disso, o Flamengo precisa encarar esse confronto com a maior seriedade, mesmo com nosso adversário desfalcado de seu principal jogador. Estamos bem mais desfalcados do que eles, é verdade, mas é com esse grupo aí que contaremos por um longo período e é fundamental nos mantermos nas primeiras posições para que, quando estivermos novamente com todo o elenco a disposição, possamos partir para o TRI Brasileiro sem maiores sacrifícios.   

FLAMENGO RJ