• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • OCTACAMPEÃO BRASILEIRO

Após 78 dias, Ramon pode voltar a ter chance no profissional do Flamengo

Os atletas menos utilizados no Flamengo terão a oportunidade de mostrar serviço ao comandante Renato Gaúcho na quinta-feira (05), contra o ABC. Os titulares serão poupados e, inclusive, Portaluppi não viajará com a comissão técnica para Natal, pois ficará treinando o time principal no Rio de Janeiro. Contudo, mesmo assim, Ramon deseja abraçar a chance que possivelmente terá.

 

Na última quinta-feira (29), na vitória por 6 a 0 sobre o ABC, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, Renê lesionou a posterior da coxa direita e será ausência na lista de relacionados para o segundo e decisivo confronto. Por isso, Ramon vive a expectativa de ser utilizado como titular ou, pelo menos, de entrar na partida do profissional, 78 dias depois da última vez que isso ocorrera.

O jovem atleta atuou a última vez pelo profissional no empate de 2 a 2 contra a LDU, pela fase de grupos da atual edição da Libertadores da América, no dia 19 de maio deste ano. Naquela oportunidade, ele foi reserva de Léo Pereira, pois Rogério Ceni, então técnico rubro-negro, utilizou o zagueiro improvisado como lateral esquerdo. Contudo, o defensor não agradou, saiu durante o intervalo, e Ramon entrou na partida.

Existe a possibilidade de Rodinei ser improvisado na lateral esquerda, como aconteceu após Renê sair lesionado contra o ABC – Ramon não havia sido relacionado para aquele jogo. Contudo, caso opte por não improvisar, o jovem atleta, de 20 anos, será o escolhido. Filipe Luís, por sua vez, deve ficar no Rio de Janeiro com o restante dos titulares, sendo treinado por Renato Gaúcho.

Flamengo e ABC entram em campo às 21h30 (horário de Brasília) de quinta-feira (05), na Arena das Dunas. Caso entre no confronto, seja como titular ou do banco de reservas, Ramon fará apenas a oitava partida pelo profissional rubro-negro na temporada. Até então, ele soma 415 minutos em campo na categoria principal, divididos em sete duelos, o que dá média de 59′ por jogo.

Publicado em colunadofla.com.