Após declaração polêmica de Cotta, muro da Gávea é pichado novamente: “Foi político também?”

Após declaração polêmica de Cotta, muro da Gávea é pichado novamente: “Foi político também?”

O diretor de relações externas do Flamengo, Cacau Cotta, protagonizou uma grande polêmica na tarde da última quarta-feira (22). O dirigente afirmou que as pichações na Gávea haviam sido de cunho político, pois a palavra “Mickey” tinha sido escrita de forma correta. Com isso, o muro da sede social do Rubro-Negro voltou a ser alvo de protesto.

Se nas pichações do último domingo (19) as palavras estavam corretas, dessa vez o autor da nova reivindicação fez questão de errar o vocábulo de forma proposital. Os dizeres “Fora Abeu” e “Copa Mick é o ca*****” fizeram parte do novo protesto. Além disso, aproveitaram para questionar: “Agora foi político também?“.

Com as seguidas reivindicações da torcida do Flamengo nas redes sociais, além das pichações nos muros da Gávea, a diretoria colocou Cacau Cotta, que é o responsável por manter o diálogo com as instituições responsáveis por organizar as competições que o Rubro-Negro disputa (FERJ, CBF e Conmebol), para amenizar os seguidos protestos. Porém, o tiro saiu pela culatra após o dirigente ter afirmado:

Do jeito que foi escrito, Mickey todo certinho, não foi a torcida. Aquilo é político -, disse ele, no programa “Donos da Bola“, do canal Bandeirantes.

Enquanto isso, o treinador Abel Braga, que é alvo de críticas por grande parte da torcida, prepara o Flamengo para enfrentar o Athletico-PR, no próximo domingo (26). A partida, que é válida pela sexta rodada do Campeonato Carioca, vai ter início às 16h (horário de Brasília) e será disputada no estádio do Maracanã. Com duas vitórias em cinco jogos na competição e ocupando a nona colocação, apenas a vitória interessa para o time carioca.

Clique aqui e faça parte do nosso canal do Telegram e receba todas as notícias em tempo real.