As fatias: veja porcentagem de direitos que o Flamengo tem sobre jogadores contratados em 2019

As fatias: veja porcentagem de direitos que o Flamengo tem sobre jogadores contratados em 2019

Por: Higor Neves

O Flamengo divulgou, no decorrer da última semana, os resultados financeiros do clube no primeiro trimestre de 2019. No documento, além de questões ligadas a entradas de verba, há também detalhes sobre as transações feitas pelo clube no início do ano, como as chegadas de Rodrigo Caio, De Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabriel Barbosa. A demonstração mostra a porcentagem que o Fla adquiriu de cada jogador, apresentando também quanto foi pago por cada um deles.

CONFIRA CADA UMA DAS SITUAÇÕES ABAIXO:

Contratado de forma definitiva, o zagueiro fez o Flamengo desembolsar R$ 21,2 milhões para o São Paulo, mais R$ 3,6 milhões com intermediários, totalizando assim quase R$ 25 milhões aos cofres rubro-negros. Com tal quantia paga, o clube garantiu 70% dos direitos econômicos do atleta.

Chegando à Gávea também com contrato em definitivo, o Santos liberou Bruno Henrique para o Flamengo mediante ao pagamento de exatos R$ 23 milhões. Além disso, em meio aos custos de transação e intermediação, foram mais R$ 3 milhões desembolsados pelo Fla, chegando assim ao montante de R$ 26 milhões pela compra do atacante. Neste caso, o Rubro-Negro ficou com 100% dos direitos econômicos.

Quando acertou a vinda para o Mais Querido, o uruguaio se tornou o atleta mais caro da história do clube. Inicialmente, estimava-se que uma quantia em torno de R$ 60 milhões fosse paga. No entanto, o documento divulgado pelo Flamengo indica que a transação custou pouco mais de R$ 80 mi para o Fla, sendo cerca de R$ 55 milhões para o Cruzeiro, com os outros R$ 25 mi indo para o Defensor (URU). Com tal valor pago, o Rubro-Negro adquiriu 75% dos direitos econômicos do meia.

Contratado por empréstimo, Gabriel Barbosa ainda tem seus direitos ligados à Inter de Milão, ou seja, o Flamengo não tem qualquer porcentagem sobre o atleta. Ainda assim, a transação envolveu custos aos cofres da Gávea. Entre pagamento de luvas e taxas pela transação, o Rubro-Negro investiu pouco mais de R$ 4 milhões para garantir o atleta em seu plantel no ano de 2019.

Além dos quatro citados, o Flamengo também acertou as contratações de dois laterais direitos – Rafinha e João Lucas. No entanto, as transações envolvendo os atletas entrarão apenas no balanço geral do primeiro semestre (ou do segundo trimestre). Isso porque, a demonstração divulgada relata movimentações feitas até o dia 31 de março de 2019, data anterior aos negócios com os jogadores.