• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Bateu inveja? Presidente do Santos aponta “desequilíbrio total” no elenco do Flamengo

O presidente do Santos, José Carlos Peres, participou de um evento na Federação Paulista de Futebol (FPF) nesta quinta-feira (20), no qual criticou a forma com que o Flamengo vem se reforçando nas duas últimas temporadas. Além de salientar que a estratégia do Rubro-Negro em contratar diversos jogadores para uma mesma posição causa “desequilíbrio”, Peres também criticou os altos salários no futebol brasileiro, durante o encontro na FPF.

– Causa um desequilíbrio total. É uma política deles, devem saber onde estão pisando. É controlar um reino de vaidades. São três jogadores do mesmo nível, na mesma posição. Imagina como gerenciar esses três?, disse o presidente santista antes de completar:

– Futebol é alto rendimento, disputa por posição. No caso do Santos, isso a gente nunca vai fazer. Essa loucura de pagar salário de R$ 1 milhão. É um risco pagar salário de Europa. Aqui no Brasil, estão praticando salário acima da Europa”, completou.

Após as conquistas do Brasileirão e da Copa Libertadores no ano passado, o Flamengo buscou assegurar que jogadores como Bruno Henrique e Gabriel Barbosa seguissem no clube para a temporada 2020. Além de aumentar o vínculo com Bruno, o Mais Querido adquiriu Gabigol, em definitivo junto à Inter de Milão.

O Flamengo ainda reforçou a zaga ao contratar os defensores Léo Pereira e Gustavo Henrique. Para a ‘volância’, o Rubro-Negro trouxe Thiago Maia; e, para fortalecer ainda mais o ataque, o Mais Querido contratou Pedro, Pedro Rocha e o destaque do Brasileiro 2019 pelo Goiás, Michael. Atualmente, o Fla tem a maior folha salarial do país.

Publicado em colunadofla.com.