Candidato à presidência do Fla, Landim garante política de preços baixos no Maracanã

Candidato à presidência do Fla, Landim garante política de preços baixos no Maracanã

O ano de 2018 é eleitoral no Flamengo, e um dos nomes que vai concorrer ao cargo de presidente do Mais Querido é Rodolfo Landim. Já em período de campanha, Landim concedeu entrevista à ESPN, falando sobre diversos pontos que ele acredita que precisam ser melhorados em relação à atual gestão. Dentre eles, a precificação dos ingressos.

Landim, que anteriormente fazia parte da chapa azul (de Eduardo Bandeira de Mello), alegou que no início da gestão, era necessário elevar a valor cobrado nos ingressos, pois o clube tinha a necessidade de pagar dívidas maiores. Entretanto, atualmente, a situação está diferente, garante o candidato.

— Quando assumimos lá atrás a situação era terrível. A estratégia que foi montada naquela época foi uma estratégia de sobrevivência para o momento em que vivíamos. Estávamos saindo de um ano de arrecadação de R$ 212 milhões. Agora, estamos chegando com receitas – mesmo que muitas não sejam recorrentes – de duas vezes e meia a arrecadação que a gente tinha. A situação é completamente diferente. Existiu uma política de ingressos que foi necessária e que teve todo o tempo para mudar, durante esta última gestão, quando a situação já estava melhor. Poderia ter mudado antes. E tenho muitas dúvidas das principais motivações que fizeram essa política mudar nesse momento (preços mais baratos). Quando estamos nos aproximando de eleições e não só no Flamengo.

Em seguida, ele garantiu que, caso sua chapa vença a disputa eleitoral, a política de preços baixos terá força no Maracanã. Isso porque, em seu discurso, Landim afirma que a presença da torcida é fundamental para o bom desempenho da equipe entre as quatro linhas.

— Claro que sim. Queremos o Maracanã lotado o tempo todo. Esse é o grande diferencial que a gente tem. O Flamengo só é do tamanho que ele é por causa da sua torcida. Você não pode elitizar o Flamengo, de jeito nenhum. Agora é fato que a política de venda de ingresso durante um tempo foi voltada para pagar as contas, mas agora já podemos fazer diferente. É um círculo virtuoso. Com ingresso barato você tem mais gente no estádio, o time joga melhor e gera demanda para o próximo jogo. 

Com as chapas começando a mostrar suas propostas, a eleição presidencial no Flamengo será no mês de dezembro. O representante da gestão que comanda o clube atualmente é Ricardo Lomba, que hoje ocupa o cargo de vice-presidente de futebol do Rubro-Negro.