• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Casagrande defende nova paralisação do futebol brasileiro: “O momento está pior do que o ano passado”

IMAGEM: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Por Tulio Rodrigues

O Brasil vem registrando um aumento significativo de casos e mortes por conta da Covid-19. Com a média móvel de vítimas fatais em 1.423 nos últimos 7 dias — a maior desde o começo da pandemia — o Ministério Público estuda recomendar à CBF, nova paralisação do futebol no país. O ex-jogador e comentarista da Rede Globo, Casagrande, disse em entrevista ao historiador Marco Antonio Villa, que por conta do momento, a bola tem que parar imediatamente.

Apoie o Mengão! Camisa e outros produtos oficiais em promoção

Nós estamos batendo recordes de contaminação, recordes de número de mortes em geral e o futebol está aí. A bola está rolando. Eu me posicionei contra, o futebol tem que parar. O nosso momento está pior do que o ano passado antes da bola rolar. Hoje estamos na maior crise, no maior caos e parece que o futebol faz parte de um outro universo.

Após o retorno das atividades ainda no fim do primeiro semestre de 2020, diversas equipes sofreram de surtos de Covid, inclusive o Flamengo. Além de jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes também se contaminaram, quando o clube ainda estava no Equador para a disputa da Libertadores. O comentarista lembrou que o Corinthians também teve o elenco acometido pelo vírus recentemente e que com o futebol acontecendo, a sociedade se confunde.

O Corinthians teve um surto de Covid agora, jogou contra o Palmeiras muitos titulares não puderam jogar. Teve surtos durante o ano no Goiás, Atlético-GO, CSA, São Bento, Santos, Palmeiras, Flamengo, Fluminense e ninguém se preocupou, o futebol rolou. Eu penso assim: Se o futebol não para. Confunde muito a sociedade, a população. Ela olha e pensa: “Fecharam o bar, a academia, o cinema e o teatro, mas o futebol está rolando. Não está tão mal assim”.

Mesmo com os números altos e com a crise sanitária em diversas regiões do Brasil, Flamengo, Vasco, Botafogo, Fluminense e os clubes de menor investimento do Rio aprovaram em reunião com a FERJ, a realização de testes de público com convidados no Campeonato Carioca já na próxima semana. Só nas últimas 24 horas (05 de março), o  Brasil registrou 1.760 mortes e 75.337 novos casos de infecção confirmados.

Publicado em colunadofla.com.