• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

CBF quer marcar reunião urgente com clubes para debater volta de torcida aos estádios

O debate pela volta do público nos jogos está em alta. De acordo com o site UOL, a CBF entrou em contato com alguns clubes nas últimas horas para tentar marcar uma reunião de urgência para tratar do retorno das torcidas. No entanto, ainda não há uma data marcada para o encontro. Alguns clubes, como o Corinthians, são contra a volta dos torcedores apenas em um estádio.

A confederação está tentando diminuir a insatisfação dos times com a possibilidade de volta de torcedores apenas em jogos no Maracanã. A Ferj e a Prefeitura do Rio anunciaram que o jogo do dia 4 de outubro, entre Flamengo e Athletico, já terá a venda de ingressos. A CBF, no entanto, ainda não se pronunciou sobre o caso e o Ministério da Saúde ainda não deu seu aval final.

Nesta sexta-feira (18), o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, foi a público se pronunciar contra a medida. Porém, não é apenas ele que está insatisfeito. Clubes como o Palmeiras, Fluminense, Botafogo, Internacional, Grêmio, Ceará e Bahia são contra o retorno do público em apenas uma cidade. Para estes times, terá um desequilíbrio técnico caso apenas alguns tenham apoio do torcedor.

Dentro da CBF, ainda de acordo com o UOL, há uma ideia que fala da volta do público apenas em novembro, contando com a diminuição do número de casos até lá. A questão de trazer as torcidas par aos estádios é uma medida que ajudará aos clubes que estão sofrendo prejuízos a retomarem a renda da venda de ingressos. O Flamengo, inclusive, teve prejuízo de mais de R$ 176 mil em partida contra o Botafogo pela quinta rodada do Brasileirão, sendo o terceiro jogo com maior prejuízo desde o começo do campeonato.

Publicado em colunadofla.com.