• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Clássico contra o Vasco marcará primeiro jogo de Rogério Ceni sem Arrascaeta

Na tarde desta quinta-feira (15), momentos antes do clássico contra o Vasco, o clima festivo deu espaço ao de preocupação dentro do Flamengo. Isso porque, uma questão contratual travou o processo de renovação do meia Arrascaeta e contribuiu, ainda, para sua ausência em campo pela nona rodada do Carioca. Além do imbróglio, o clube divulgou um quadro de entorse no tornozelo direito do camisa 14.

Sem poder contar com Arrascaeta pela primeira vez desde que chegou ao Flamengo, o técnico Rogério Ceni montou o meio de campo com João Gomes, Diego Ribas e Gerson. Assim, o camisa 10 da Gávea retorna à posição mais ofensiva, cumprindo o papel do uruguaio e a cria da base cumpre função volante.

Arrascaeta foi peça fundamental entre todos os esquemas testados por Rogério Ceni ao longo dos 25 jogos disputados desde sua chegada. O meia estava confirmado entre os relacionados até a tarde desta quinta-feira (15), porém um imbróglio referente à valorização contratual fez com que o treinador precisasse mudar os planos.

Arrascaeta e seus empresários exigem uma valorização do atleta, como ocorreu com alguns companheiros desde que este elenco foi formado. De acordo com representantes, o clube concordou com o reajuste e compra do percentual do Defensor Sporting. Notando a falta de paciência e ciente da situação financeira do Rubro-Negro, o presidente Rodolfo Landim tomou à frente da situação.

Enquanto a situação do camisa 14 permanece indefinida, o grupo se prepara para enfrentar o Vasco da Gama, às 19h (horário de Brasília), pela nona rodada do Campeonato Carioca, no Maracanã. O Rubro-Negro já está classificado para fase semifinal da competição, mas precisa pontuar para reassumir o topo da tabela.

Publicado em colunadofla.com.