• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • OCTACAMPEÃO BRASILEIRO

Comentarista exalta Flamengo de Renato e aponta ‘medo’ dos adversários: “Deve ser desesperador”

No clássico interestadual contra o Corinthians, neste domingo (01), no Itaquerão, na vitória por 3 a 1, o Flamengo deu mais um show de exibição em campo. Foi a sexta vitória em seis jogos de Renato Gaúcho à frente do Mais Querido. Tirando a partida de estreia, contra o Defensa y Justicia, pela Libertadores, em que o resultado foi de 1 a 0 fora de casa, mas com desempenho ruim, as demais foram com atuações impressionantes.

Comentarista do UOL, Léo Burlá destacou como a equipe tem se portado em campo após a chegada de Renato Gaúcho. Disse também que a interferência do treinador vai além do seu jeito de lidar com os atletas e de motivação no vestiário.

Não podemos reduzir o trabalho do Renato àquele cara que fala ‘Vai lá, Gabigol, isso aqui é Flamengo’. É um equívoco e até desonesto. Vejo um Flamengo menos engessado em campo. É um time muito móvel. Quando você tem tanto jogador bom, como o Flamengo tem, essa anarquia de não ficar engessado em uma posição, com Gabigol saindo da área e caindo pela ponta abrindo espaço para o Bruno Henrique, é muito importante —, disse Burlá ao podcast UOL Flamengo.

Coletivamente, em 90 minutos, foi a melhor exibição, e também levando em conta o peso do adversário. As pessoas falam que é o pior Corinthians que já jogou contra o Fla, mas é o Corinthians em casa. Um clube imenso. O Flamengo foi lá, colocou no bolso e a sensação era de uma equipe profissional contra um time pequeno sub-23.

Além de ter destacado que a atuação do Flamengo na vitória por 3 a 1 sobre o Corinthians foi a melhor com Renato Gaúcho, disse imaginar como os adversários veem os jogadores do Rubro-Negro jogando.

Fico imaginando os jogadores adversários vendo aquela manada de jogador bom, com a bola dominada, vindo na direção do teu gol. Deve ser meio desesperador. Quando você olha o placar final do jogo contra o Corinthians, ele não dialoga com a partida. É diferente do jogo contra o São Paulo, cujo placar talvez tenha sido um pouquinho exagerado. Se tivesse sido sete (contra o Corinthians), estaria totalmente na conta. Para mim, foi a melhor atuação do Flamengo com o Renato —, finalizou.

Publicado em colunadofla.com.