Comentarista vê Jorge Jesus assumindo o Flamengo com “terra arrasada” e contesta a diretoria

Comentarista vê Jorge Jesus assumindo o Flamengo com “terra arrasada” e contesta a diretoria

O Flamengo chegou à parada para a Copa América vivo nas competições de mata-mata (Copa do Brasil e Libertadores) e entre os primeiros colocados do Brasileirão. No entanto, o primeiro semestre da equipe foi repleto de dúvidas e questionamentos. Em meio a isso, o comentarista Fabrício Chicca, do Coluna do Fla, analisou a situação. Segundo ele, o cenário para Jorge Jesus, que assumirá o comando do plantel em breve, não é dos melhores. Além disso, ele apontou a diretoria como uma das culpadas, por conta do planejamento do elenco.

– O Flamengo venceu o Carioca, que é o Carioca; se classificou na Libertadores como primeiro do grupo, apesar de não ter sido uma classificação tranquila; no Brasileirão, está entre os primeiros, mas tem uma distância considerável do líder. O mais relevante é que o Flamengo teve um padrão tático péssimo no primeiro semestre. Quando a gente fala em processo, a gente fala além de ir a campo treinar. É falar de uma estrutura planejada de elenco, treinos, análise de mercado, de jogadores e de mercado -, disse ele, antes de prosseguir:

– A gente consegue perceber que há algumas deficiências, e as mais claras são no elenco. Nós jogamos campeonatos sem laterais. Nós vendemos dois centroavantes, e hoje temos um reserva que jogou pouquíssimas partidas.Estamos indo para a parada com um técnico novo, com um momento que não é caótico, mas é difícil. Jorge Jesus vai começar um trabalho com terra arrasada. Time desorganizado, sem estrutura, marcação, jogando espaçado… Isso é terra arrasada. A crítica agora não está relacionada ao Abel Braga ou ao péssimo trabalho que ele fez. A crítica vai para a diretoria, que está errando muito no planejamento.

CONFIRA O VÍDEO NA ÍNTEGRA: