• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Confira retrospecto recente do Flamengo na Libertadores da América

Foi realizado nesta sexta-feira (09), às 13h, o sorteio dos grupos da Libertadores da América 2021. O Flamengo, bicampeão do torneio, é cabeça de chave do grupo G e enfrentará: LDU, Vélez Sarsfield, Unión Calera. Vencedor da primeira final única da competição continental, o Rubro-Negro não conseguiu repetir o feito de 2019 no ano seguinte e foi eliminado nas oitavas de final. Confira o retrospecto:

Nas últimas duas temporadas, desde que chegou à glória eterna e recuperou seu espaço no cenário internacional, o Flamengo disputou 21 jogos pela Libertadores – venceu 12, empatou cinco e perdeu quatro. Neste período, marcou impressionantes 40 gols e sofreu apenas 20 (dois de brasileiros: Internacional (1) e Grêmio (1), ambos em 2019).

Também em 2019, o Mais Querido conseguiu emplacar uma de suas maiores goleadas na Copa Libertadores: 6 a 1 sobre o San José, no Maracanã, dia 11 de abril. Curiosamente, todos grandes – e significantes – ”massacres” do Flamengo na Libertadores foram no Templo Sagrado.

A maior goleada sofrida nesses dois últimos anos foi no Equador, ainda sob o comando da Domènec Torrent: Independiente Del Valle 5×0 Flamengo, dia 17 de setembro de 2020. No jogo da volta, no Rio, o Mais Querido venceu por 4 a 0. Essa foi a segunda vez na história que o Rubro-Negro sofreu cinco tentos em uma mesma partida, mas a única terminou com o placar zerado. Antes, havia sido derrotado por 5 a 1 para o Grêmio, em junho de 1984.

Publicado em colunadofla.com.