• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Contrato de Yuri César apresenta cláusula de vitrine, e Fortaleza deve receber quantia na venda do jogador

Além de ser farto de títulos e história, o Flamengo também possui uma das melhores bases do Brasil. Acostumado a revelar grandes craques recentemente, como Vinicius Júnior, Reinier e Paquetá, o Mais Querido faz o melhor de suas vendas dentro e fora de campo. Dessa forma, nesta terça-feira (26), o Rubro-Negro realizou nova venda, que aliviará os cofres do clube. O atacante Yuri César, emprestado ao Fortaleza, vai para o futebol árabe. Porém, o clube cearense possui cláusula de vitrine e, em suma, ganhará parcela de 300 mil dólares.

A fim de esclarecer, a cláusula funciona como uma espécie de recompensa ao clube que abre as portas para um jovem atleta oriundo de um clube que não tem espaço. Assim, o jovem jogador cresce e se desenvolve, atraindo a atenção de equipes como o Shabab Al Ahli, que fez proposta de seis milhões de dólares (cerca de 30 milhões de reais). Sobre a parceria, o presidente do Fortaleza comentou que fortalece cariocas e cearenses.

Com o Flamengo, a gente abriu uma parceria muito interessante (…) e por conta dessa abertura foram passados outros nomes, inclusive o do Hugo (Moura). Só que a gente tem que entender o que quer. O Hugo é um volante que atua como primeiro ou segundo e nesse perfil a gente já tem o Luiz Henrique, que é um jogador proveniente da categoria de base, há pouco estava no sub-20 do Flamengo e tem esse perfil de projeção. Não sei se na atual situação seria interessante trazer um jogador no mesmo perfil que você já tem. 

As conversas entre dirigentes rubro-negros, representantes do Shabab Al Ahli e empresários de Yuri César estão em andamento. A negociação avançou nas últimas horas e, por certo, o atleta assinará o contrato do clube árabe, ficando de fora do futebol brasileiro. Por parte dos árabes há pressa, já que a janela de transferências nos Emirados fecha em poucos dias.

Nos últimos meses, o Mais Querido se preveniu do assédio de clubes do exterior e renovou o contrato da jóia. A multa é de 70 milhões de euros, e também teve um ajuste salarial, o que agradou o atleta. Desde que foi emprestado atacante mostrou evolução na parte física, técnica e tática. De longe, a cúpula rubro-negra vem monitorando o jogador e, dessa forma, selou o futuro de Yuri César.

Publicado em colunadofla.com.