• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

#COVID19: Esportistas de todo o mundo se unem contra o coronavírus, e demonstram solidariedade em meio à crise

Altamente contagioso, a pandemia do novo coronavírus foi o motivo de atividades esportivas serem paralisadas, adiadas ou até mesmo canceladas por todo o Brasil – e pelo o mundo. Em meio à crise, esportistas de diversas modalidades e nacionalidades começaram a ajudar – cada um à sua maneira. De doação de máscaras à doação de tablets: o que vale, no momento, é a intenção de ser solidário.

Lionel Messi doou R$ 5,5 milhões para hospitais de Barcelona e da Argentina; Cristiano Ronaldo iniciou um projeto que financiará a construção de UTIs para pessoas infectadas em Portugal; Sergio Ramos doou, aproximadamente, 260 mil máscaras, mil aparelhos de proteção e 15 mil testes que são capazes de detectar o vírus da COVID-19; O tenista Roger Federer e sua esposa Mirka, doaram o equivalente a R$ 5,2 milhões para famílias que vivem em situação de vulnerabilidade na Suíça. Os ídolos do tênis e do basquete espanhol, Rafael Nadal e Paul Gasol, lideram uma campanha de doações para ajudar a Cruz Vermelha a arrecadar R$ 60 milhões.

Entre os brasileiros, Neymar – atacante do PSG – doará cestas básicas e produtos de higiene para famílias que moram em favelas de São Paulo; O surfista Gabriel Medina e o jogador da Seleção Brasileira de Vôlei Bruninho, se juntaram ao craque do Paris Saint-Germain. Lateral esquerdo do Flamengo, Renê entrou em uma campanha para ajudar o Hospital Regional Justino Luz, no Piauí, sua terra Natal. O dinheiro da doação do jogador rubro-negro será usado para ajudar o hospital a comprar aparelhos respiradores. Já o meia Diego, também do Mais Querido, fará divulgação de profissionais e estabelecimentos em suas redes sociais.

Segundo o último balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, neste sábado (28), o Brasil tem 114 mortes e 3.904 casos confirmados de COVID-19. A principal recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), desde que a pandemia foi decretada, é permanecer em casa, em isolamento. Outra ação importante é cuidar da higiene das mãos. Lavá-las com água e sabão, e fazer uso álcool gel ajuda a frear significativamente o número de infectados pelo coronavírus.

Publicado em colunadofla.com.