Cuéllar, venda de Reinier, reforços e mais: Dirigente atualiza o mercado do Flamengo

Cuéllar, venda de Reinier, reforços e mais: Dirigente atualiza o mercado do Flamengo

​Após a eliminação sofrida na Copa do Brasil diante do Athletico-PR, o Flamengo volta a olhar para a frente e foca nas duas competições que ainda restam neste ano de 2019: ​Libertadores e Campeonato Brasileiro. Portanto, o Rubro-Negro segue tentando qualificar o elenco. Sobre isso, o vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz, em entrevista coletiva, além de apresentar os reforços Gerson e Pablo Marí, esclareceu vários pontos sobre as negociações.

Fluminense v Flamengo - Brasileirao Series A 2019

O Flamengo ainda busca a contratação do lateral Filipe Luís. Sobre isso, Braz não foi definitivo: "Essa resposta é complexa. Quando estivemos nos primeiros momentos dessa tentativa, tinha uma questão central: 14 anos vividos na Europa, era uma decisão de vida. A gente começou a fazer consultas e assim começou o processo. A gente entende que tempo demais incomoda torcedor, mas temos nossa estratégia nessa possível contratação. O jogador ainda não está contratado e pode não ser contratado. E ninguém vai morrer por isso." salientou.

Sobre Cuéllar, que ficou no banco no jogo contra o Goiás e houve o boato que poderia ter perdido o lugar no time para Willian Arão, o dirigente resumiu: "Teve conversa, foi muito boa, mas dois dias depois iríamos viajar. Ficou acertado que ao retornar iríamos ter nova tratativa com ele e empresário. Chegamos hoje de manhã da Europa, então ninguém fugiu. Após o jogo de Guayaquil vamos conversar." disse.

Já sobre Reinier, a joia da base flamenguista que poderia ter sondagens do Everton, da Inglaterra, Braz tranquilizou o torcedor. "Não tem nenhuma proposta de Everton. Proposta a gente analisa quando está no papel, documento. Ele parece estar no radar de grandes clubes na Europa, mas estar no papel é uma diferença enorme. Não tem nenhuma tratativa do Flamengo com o Everton".  A multa rescisória do jogador é de 70 milhões de euros (R$ 306 milhões). 

O dirigente também saiu em defesa do meia Diego, que acabou perdendo um dos pênaltis na eliminação flamenguista na última quarta-feira. "Acho que ninguém ficou satisfeito, nem ele. Querer atribuir a desclassificação só a ele, botar a digital dele nessa desclassificação acho um pouco covarde. Dois outros também perderam, e o elenco não conseguiu ganhar o jogo." concluiu.

O Flamengo volta a campo no domingo (21) contra o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro. O jogo acontecerá na Arena de Itaquera, às 16h (de Brasília). Depois, o time embarca para o Equador onde encara o Emelec, pelo confronto de ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América, na quarta-feira (24), às 21h30 (de Brasília). Os possíveis desfalques para os dois compromissos são os jogadores Bruno Henrique e Arrascaeta, ambos por lesão.



Canal no Telegram: Clique aqui e faça parte do nosso canal para receber todas as notícias em primeira mão.