• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Dirigente relembra demissão de Dome e defende trabalho de Rogério Ceni no Flamengo

Após a saída de Jorge Jesus, o Flamengo precisou encarar a difícil missão de encontrar algum nome que se aproximasse do elevado padrão implementado pelo português. A ideia principal era buscar o 12º estrangeiro da história e, assim, Domènec foi anunciado em julho de 2020. Questionado sobre a escolha pelo catalão, Marcos Braz reforçou ter sido a melhor possível dentro do orçamento disponível.

A gente tinha um orçamento quando o Jorge Jesus saiu. Com o agravamento da pandemia e de toda situação com retorno do publico, que é uma incerteza até hoje, a gente teve um outro orçamento para escolher técnico. Era um consenso que o Flamengo ia trazer um técnico estrangeiro e trouxemos o Domènec. Não deu certo e acho que não tem culpado por isso, o calendário estava insano na época. Dentro da nossa gestão, em dois anos e meio, foi a única demissão que a gente fez.

A demissão de Domènec Torrent ocorreu no dia 09 de novembro, quatro meses após a chegada, depois ser derrotado por 4 a 0 para o Atlético-MG. No dia seguinte, em menos de 24h, o Flamengo anunciou Rogério Ceni como substituto. O momento pedia urgência, visto que o clube estava próximo de decidir vaga na Copa do Brasil.

Próximo de completar seis meses no clube, Rogério ainda busca tornar-se unanimidade entre torcedores. Caso contrário ao que ocorre internamente no clube. De acordo com Marcos Braz, o treinador tem todo respaldo necessário para continuar trabalhando no Mais Querido.

O nome do Rogério sempre foi bem aceito no Flamengo, eu confiava. Dentro dos técnicos mais novos, era um que a gente acreditava que podia vir bem. No meio do processo, teve um determinado momento que precisamos dar um apoio maior ao Rogério. Ele é um grande técnico, é trabalhador, é correto e possui uma metodologia de trabalho muito boa junto com seus auxiliares. Está aqui há sete meses e com títulos. Acho que foi uma boa escolha e que perdure por muito tempo aqui ainda.

Desde que assumiu o comando do Flamengo, Ceni sagrou-se campeão do Brasileiro, da Supercopa e da Taça Guanabara. Além disso, tem classificação para fase final do Carioca bem encaminhada e mantém aproveitamento de 100% na Libertadores. O próximo compromisso continental é contra a LDU, às 21h30 desta terça-feira (04), em Quito.

Publicado em colunadofla.com.