Djalminha critica venda de Paquetá: “Deveria amadurecer mais no futebol brasileiro”

Djalminha critica venda de Paquetá: “Deveria amadurecer mais no futebol brasileiro”

O Flamengo acertou a venda de seu principal jogador do elenco para o Milan. Trata-se de Lucas Paquetá. A joia foi vendida por 35 milhões de euros (cerca de R$ 150 milhões na atual cotação) e depende de exames médicos para que o clube italiano oficialize a negociação. No entanto, para Djalminha, o atleta não deveria sair agora do Rubro-Negro.

Lucas Paquetá tem multa rescisória de 50 milhões de euros, mas o Fla optou por aceitar a oferta rossonera, que foi abaixo deste valor. Com isso, o artilheiro do Mais Querido na temporada e no Campeonato Brasileiro se apresentará na Itália somente em janeiro de 2019. No programa ESPN Bom Dia, Djalma afirmou que Paquetá deveria aguardar um pouco mais, para poder sair mais pronto e ser decisivo na Europa.

O Paquetá tem características para jogar no futebol europeu. É um jogador que, apesar de prevalecer a técnica, tem força, tem altura. Tanto é que faz muitos gols de cabeça. Mas, eu acredito que, de todas as maneiras, é muito cedo. Ele deveria amadurecer um pouco mais no futebol brasileiro. Ter mais uma temporada completa. Porque no Milan a possibilidade dele jogar é bem maior do que se ele fosse para um Paris Saint-Germain ou Barcelona, mas mesmo assim eu vejo difícil ele chegar de cara e jogar. Então, acho que o jogador, se tivesse um pouco mais maduro, mais formado, você tem que chegar e jogar. Eu entendo que os clubes europeus querem se antecipar, antes que o jogador estoure de uma vez. Ao invés de 35 milhões, teria que comprar por 60 ou 80 —, disse o ex-jogador.

Lucas Paquetá tem nove gols no Brasileirão deste ano e 11 na atual temporada. O artilheiro do Flamengo deve estar em campo no clássico diante do Fluminense, pela 29ª rodada da competição nacional. O jogo, que será disputado no Maracanã, terá início às 17h (horário de Brasília).