Em período de testes, Carpegiani já pôde perceber alguns talentos

Em período de testes, Carpegiani já pôde perceber alguns talentos

Enquanto ainda negocia para contratar o volante Walace e outros reforços pontuais, o Flamengo vai fazendo testes e observando a garotada no Campeonato Carioca. Ainda que dois jogos sejam poucos, o técnico Paulo César Carpegiani já pôde ter uma ideia dos jovens que realmente poderão ser utilizados ao longo do ano. Os volantes Ronaldo e Jean Lucas, por exemplo, têm condições de lutarem por espaço no time titular.

Depois de brilhar na vitória sobre o Volta Redonda, o atacante Lucas Silva teve uma atuação tímida diante da Cabofriense. O garoto Lincoln também esteve muito apagado e passou despercebido. Por outro lado, Vinicius Júnior decidiu a parada, mesmo sem ser brilhante.

Na zaga, é muito cedo para tirar qualquer conclusão, pois os testes no Carioca são de níveis muito abaixo do que daqueles que estão por vir.

Encontrar espaço para os jovens da base do clube na equipe titular será um dos grandes desafios de Carpegiani. O treinador disse que vão jogar os atletas que estiverem em melhores condições, independentemente de serem ou não formados no clube.

- Tenho a obrigação e justiça de fazer com que eles disputem posições. Vão ganhar (posição) dentro do campo de jogo. À medida que os outros tiverem condições, os melhores vão jogar, sendo meninos ou não. Temos que pensar no melhor para o Flamengo - avalia o treinador.

Contra a Cabofriense, o Rubro-Negro atuou novamente no 4-3-3, mas não conseguiu se impor em alguns momentos e teve uma atuação tediosa. Confira abaixo como estava posicionado o time do meio para frente.

No início do jogo, Vinicius Júnior estava jogando na ponta direita. Torto, ele trocou de posição com Lucas Silva no decorrer da partida e jogou com mais desenvoltura.