• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Ex-dirigente nega candidatura no Fla e apoia reeleição de Landim: “Tem credibilidade para mais três anos”

O pleito eleitoral do Flamengo só ocorre em dezembro deste ano e já há pré-candidatos anunciados: O atual presidente, Rodolfo Landim, que irá tentar a reeleição, Marco Aurélio Assef e Walter Monteiro. Nos bastidores, Wallim Vasconcellos, ex-vice de finanças, tinha o seu nome colocado como um possível concorrente. Porém, em entrevista, o dirigente negou a possibilidade e disse que o atual mandatário merece mais três anos para gerir o clube.

Eu não sou candidato. O Landim já confirmou a candidatura dele informalmente e formalmente. Ele tem credibilidade para mais três anos na presidência do Flamengo. Há algumas coisas que já falei pra ele que precisam ser melhoradas, mas ele vem fazendo um bom trabalho e o Flamengo voltou a ser um time ganhador na gestão dele —, disse em entrevista ao programa “Resenha de Primeira”, do canal Edilson Silva na Rede.

Mesmo se colocando de fora da eleição deste ano, Wallim revelou que quer ser presidente do Flamengo um dia e o motivo para sua saída da vice-presidência de finanças. Segundo ele, não foi por divergências, mas por não concordar com a maneira com que Rodolfo Landim conduz os assuntos do clube internamente.

Pretendo ser presidente sim… Aliás, pretendo me candidatar, ser presidente depende dos sócios (risos), mas pretendo me candidatar sim. Eu saí da gestão de finanças porque eu tinha divergências na condução da gestão do clube… Não é nem divergências, é a maneira como o Landim conduzia, com todo direito porque foi eleito, ele dirige o Flamengo com duas, três pessoas. O Flamengo tem 18 vice-presidentes, o que acho exagerado, mas acho que certos assuntos têm que ser discutidos e alguns não eram. Então, achei melhor não continuar —, finalizou.

Wallim Vasconcellos foi candidato a presidente do Flamengo em 2012 tendo Landim como vice. Com a impugnação da sua chapa, deu lugar a Eduardo Bandeira de Mello, que venceu Patrícia Amorim. Como vice de futebol, foi campeão da Copa do Brasil em 2013 e na pasta de finanças, conquistou o Carioca de 2019, o Brasileirão e a Libertadores do mesmo ano.

Publicado em colunadofla.com.