Feliz no Rio, Gabigol quer ficar e Flamengo projeta investida após decisões

Feliz no Rio, Gabigol quer ficar e Flamengo projeta investida após decisões

Enquanto procura manter o foco do time e evitar euforia com a campanha do Flamengo no Cameponato Brasileiro e na Libertadores, a diretoria trabalha para manter o único reforço ainda incerto para 2020. O clube sabe que tem trunfos e dificuldades para comprar Gabigol junto à Inter de Milão ao fim do empréstimo, em dezembro.

A satisfação do atacante de 23 anos com o time, o técnico Jorge Jesus e a cidade no Rio de Janeiro são as armas depois do aporte financeiro para o qual o Flamengo já se organiza. Mas será necessário “remar bastante”, dizem os dirigentes da Gávea.

Segundo o EXTRA apurou, o contrato de empréstimo feito em janeiro não tem nenhuma facilidade ou preferência para o Flamengo. Não foi fixado valor para compra nem dada nenhuma prioridade ao clube para que Gabigol permaneça. Ou seja, foi elaborado para o jogador voltar, a não ser que se pague o que ele custa.

Com vínculo até 2022 no clube italiano, o atacante se valorizou. São 30 gols em 40 jogos. Superando os 27 no Santos ano passado. A operação de compra junto ao clube paulista em 2016 chegou na casa dos 33 milhões de euros - R$ 125,8 milhões.

Hoje, para tirá-lo da Inter de Milão, o Flamengo imagina gastar entre 15 e 20 milhões de euros. E tem pontos favoráveis: o empréstimo se encerra no meio da temporada européia; o clube italiano ainda contratou Romelu Lukaku, craque da seleção belga, para comandar o seu ataque, e ainda tem o chileno Alex Sanchez e o argentino Lautaro Martínez no setor.

Apesar do cenário, o Flamengo conta com a possível convocação de Gabigol para inflacionar a operação, e sabe que vai ter que pagar caro pelo jogador. O atacante teve custo zero, com o clube investindo apenas em salário e luvas. Como todos ganharam com a operação, a ideia é que as partes manifestem o desejo de repetir o movimento.

O vice de futebol Marcos Braz, que liderou o acordo em janeiro, assumiu novamente as conversas com o representante do jogador, Junior Pedrozo. O empresário entende que Gabigol encontrou no Flamengo tudo o que precisava para jogar a sua melhor temporada na carreira, e levou este tipo de informação aos italianos.

Ao fim do ano, entre outubro e novembro, quando passarem pelo menos as semifinais da Libertadores, a ideia é voltar à Europa já com uma proposta do Flamengo na mala. No momento o namoro entre Gabigol e o Flamengo tem grandes chances de virar casamento. Há otimismo de todos os lados. A única incerteza é a mão invisível do mercado. Em caso de a Inter de Milão querer contar com o jogador, ou na hipótese de uma proposta de uma grande equipe européia, o futuro de Gabigol no Flamengo corre risco. Do contrário, em 2020 tem gol do Gabigol.

Clique aqui e faça parte do nosso canal do Telegram e receba todas as notícias em tempo real.