Flamengo: Braço direito de Jesus, João de Deus inovou levando jogadores para caiaque e paintball

Flamengo: Braço direito de Jesus, João de Deus inovou levando jogadores para caiaque e paintball

Braço direito do técnico Jorge Jesus e novo auxiliar técnico do Flamengo, o português João de Deus tem métodos pouco ortodoxos de trabalho.

Ex-comandante de diversos clubes na Europa, na África e também na Ásia, o cigano da bola contou que gosta de levar os atletas para realizar atividades fora do futebol, de forma a integrar o elenco.

Quando estava treinando o Gil Vicente, de Portugal, João de Deus buscava realizar passatempos divertidos, também para não sobrecarregar a parte física dos atletas.

"Os jogadores já sabem que quando há uma pausa do campeonato, depois de uma folga de três dias o primeiro treino será diferente. Só não sabem o quê... Já fizemos caiaque, paintball, beach soccer", relatou, em uma entrevista de 2013 ao Maisfutebol.

No bate-papo, ele também falou sobre sua rotina, que é praticamente toda só focada em futebol e análises.

"Acordo às 8h, às 8h45 tomo o café da manhã com o grupo, às 9h treino e depois almoço, sempre que possível, com os restantes membros da equipa técnica. Depois, à tarde, aproveito para ver adversários, ver jogos, ver todo o trabalho que o nosso técnico de observação me põe no computador, e que é uma base importante", afirmou.

"Ia agora mesmo ver o treino de hoje, fragmentar o treino e amanhã de manhã antes do treino eles já estão a ver momentos do treino e a ver aquilo que fizerem bem e mal", relatou.

O novo auxiliar do Fla também é conhecido por sua humildade e por gostar de dividir os méritos.

"Sou apenas mais um, entre todos os que compõem o grupo. Tenho a certeza que em qualquer organização a soma das partes faz o todo e de certeza que existem momentos em que a equipa técnica consegue potenciar jogadores, mas também tenho a convicção que os jogadores fazem de nós melhores", observou.