• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Flamengo decepciona, faz pior atuação do ano e é goleado pelo Atlético-GO

Visando a primeira vitória no Campeonato Brasileiro, o Flamengo entrou em campo na noite desta quarta-feira (12), em busca de três pontos. Com grandes mudanças no time titular, Domènec Torrent alterou todo o esquema tático do Rubro-Negro, que passou o primeiro tempo sem conseguir jogar e viu o Atlético-GO ser totalmente superior. Um pouco melhor na segunda etapa, o Mais Querido tentou buscar o resultado, mas não conseguiu ter êxito.

Em noite para esquecer, o time comandando pelo catalão Domènec Torrent tomou três gols do Atlético-GO, sofreu com a expulsão de Diego Alves e não conseguiu balançar as redes de Jean, sendo goleado pelo Dragão por 3×0.

O JOGO

O jogo posicional de Domènec Torrent não surtiu efeito e bagunçou todo o esquema conhecido pela Maior Torcida do Mundo. No primeiro tempo, o Flamengo sofreu com o Atlético-GO, que dominou a partida e foi para o intervalo com vantagem no marcador.

Com grandes mudanças na escalação, Torrent colocou três zagueiros em campo, improvisando Rodrigo Caio na lateral-direita, e desmontando toda a linha defensiva do Rubro-Negro, postada com 4 atletas. No entanto, a zaga formada por Léo Pereira e Gustavo Henrique não funcionou, esbarrou na sobrecarga de Rodrigo Caio na lateral e não conseguiu parar o ataque do Atlético-GO.

Superior desde o início do confronto, já nos primeiros seis minutos o Dragão levou perigo à meta de Diego Alves, que brilhou e salvou o Mengão. Todavia, aos 14, o paredão do rubro-negro não conseguiu defendeu o chute de Yuri, que abriu o placar.

Defensivamente, um caos. No ataque, sem dinamismo, intensidade, nada. O Flamengo dos primeiros 45 minutos estava perdido e sem rumo. Com uma única chance de gol, desperdiçada por Gabigol, o Mais Querido não levou nenhum perigo ao Atlético-GO.

Aos 31 minutos, Jorginho, atacante do Dragão, de fora da área, acertou um chutaço no cantinho de Diego Alves e ampliou o marcador. Atlético-GO 2×0. Pouco depois, aos 36, o Atlético voltou a marcar, mas o gol foi anulado por impedimento.

 

Para o segundo tempo, Domènec retomou a formação conhecida pela torcida do Flamengo. Tirou o Gustavo Henrique, voltou com Rodrigo Caio para a zaga e Rafinha assumiu a lateral-direita. Pedro também entrou logo no início da segunda etapa, no lugar de Vitinho.

Aos 5 minutos, o Rubro-Negro teve a primeira chance clara de gol. Na primeira tabelinha entre Gabigol e Bruno Henrique, o camisa 9 saiu na cara de Jean, mas parou na defesa do goleiro adversário.

Com a retomada de um esquema de jogo funcional, o Mais Querido passou a buscar o resultado e dominar o segundo tempo. Aos 10 minutos, Rodrigo Caio, de cabeça, quase diminuiu a vantagem do Mengo. Pouco depois, Gabigol teve boas chances de balançar as redes de Jean e empatar a partida, mas não conseguiu marcar.

Em mais uma alteração, Domènec tirou o capitão Everton Ribeiro, que não saiu satisfeito, para a entrada de Arrascaeta, que iniciou a partida muito bem. No entanto, aos 16 minutos, Gustavo Ferrareis acertou um foguete na meta de Diego Alves e marcou um verdadeiro golaço. Atlético-GO 3×0.

Aos 37 minutos do segundo tempo, o Flamengo mostrou que nada é tão ruim que não possa piorar. Em choque com o Matheus Vargas, Diego Alves foi expulso e vai desfalcar a equipe na próxima partida. Para a entrada de César, Torrent tirou Gabigol, que chegou ao sexto jogo sem balançar as redes.

No finalzinho do confronto, aos 42, Bruno Henrique quase diminui a vantagem do placar e acertou um chutaço na meta adversária, mas parou na grande defesa do goleiro Jean. Fim de jogo em Goiânia. Atlético 3×0 Flamengo.

Publicado em colunadofla.com.