• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Flamengo não disputa um jogo de Libertadores no Chile há mais de quatro anos

O Flamengo viajou para o Chile no último domingo (09) para cumprir o último compromisso fora de casa na fase de grupos da Libertadores. A equipe brasileira não disputa um jogo pelo torneio continental no país desde março de 2017, quando foi derrotado por 1 a 0 pelo Universidad Católica. Desta vez, o adversário é o Unión La Calera, quarto colocado da chave com um ponto conquistado.

No último compromisso do Flamengo no Chile, a equipe era comandada por Zé Ricardo e tinha Diego como capitão. O jogo aconteceu no Estádio San Carlos Apoquindo e os portões não estavam abertos para o público. À época, o elenco titular era composto por: Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco; Márcio Araújo, Rômulo, Arão, Diego e Everton Cardoso; Guerrero.

Os últimos seis jogos do Flamengo disputados no Chile, pela Libertadores da América, foram contra o Universidad de Chile e em três estádios diferentes. Desse total, o Mais Querido foi derrotado em quatro e venceu apenas dois.

No entanto, a última partida do Flamengo em solo chileno ocorreu pela Copa Sul-Americana, na vitória por 5 a 2 contra o Palestino, no dia 05 de julho de 2017. Mesmo com meses de diferença da derrota sofrida em março, o time comandado por Zé Ricardo, dessa vez, contava com algumas mudanças: Thiago; Rodinei, Réver, Vaz e Renê; Cuéllar, Arão, Éverton Ribeiro, Damião, Berrío.

Se o Flamengo vencer o compromisso contra o Unión La Calera, na próxima terça-feira (11), às 21h30 (horário de Brasília), no Estádio Municipal Nicolás Chahuán Nazar, poderá garantir a classificação antecipada às oitavas de final da Libertadores. O Rubro-Negro é o líder do grupo G, com nove pontos, e 100% de aproveitamento.

Publicado em colunadofla.com.