• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Flamengo não foi vazado em apenas dois de sete jogos da Libertadores

Na última terça (24), o Flamengo foi até a Argentina encarar o Racing, pelo primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores. O duelo terminou empatado por 1 a 1 e, com isso, o Rubro-Negro tem a vantagem de decidir a classificação jogando no Maracanã, na próxima terça (01). Como o regulamento prevê ‘gol fora de casa’ como critério de desempate, o Mais Querido se classifica às quartas com um empate de 0 a 0. Porém, o sistema defensivo do Fla ainda é muito instável.

Durante a campanha na Libertadores, o Flamengo não foi vazado em apenas dois jogos: Independiente del Valle e Barcelona de Guayaquil, quando venceu por 4 x 0 e 3 x 0, respectivamente. Com exceção da goleada sofrida por 5 x 0 para o Del Valle, o Rubro-Negro sofreu um gol em todos os outros confrontos. Ao todo, sete jogos: cinco vitórias, um empate e uma derrota, além dos nove gols sofridos e 15 marcados. Em média, o Fla sofre 1,29 gols por partida nesta competição.

CAMPANHA NA LIBERTADORES 2020:

Junior Barranquilla 1 x 2 Flamengo
Flamengo 3 x 0 Barcelona de Guayaquil
Independiente del Valle 5 x 0 Flamengo
Barcelona de Guayaquil 1 x 2 Flamengo
Flamengo 4 x 0 Independiente del Valle
Flamengo 3 x 1 Junior Barranquilla
Racing 1 x 1 Flamengo

O sistema defensivo do Flamengo é o setor mais questionado do time. Com Rodrigo Caio sem atuar com o Manto Sagrado desde 22 de setembro, o Rubro-Negro ainda não descobriu a dupla de zaga ideal. Além disso, para o próximo confronto, Rogério Ceni terá um quebra-cabeça ainda maior na defesa. Isso porque, Thuler e Natan foram expulsos e, com isso, desfalcam contra o Racing. Para a zaga, o Fla tem à disposição: Gustavo Henrique, Léo Pereira, Gabriel Noga e Otávio. Por enquanto, o camisa 3 ainda é dúvida.

Não é só na Libertadores que o Flamengo é questionado no sistema defensivo. Na temporada de 2020, o clube carioca deixa a desejar também nas outras competições. Ao todo, foram 53 jogos oficiais e 60 gols sofridos, ou seja, uma média de 1,13 gols por jogo.

Publicado em colunadofla.com.