• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Flamengo reage no fim, empata com o La Calera e pode se classificar com antecedência na Libertadores

Por: Paula Mattos

Na noite desta terça-feira (11), o Flamengo voltou aos gramados para enfrentar o Unión La Calera, em jogo válido pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Com 100% de aproveitamento na competição continental, o Mais Querido foi em busca de uma vitória para garantir a invencibilidade no torneio e sacramentar a classificação antecipada para as oitavas de final.

Sem Diego Alves, Rodrigo Caio e Gerson, três titulares importantes, o Flamengo se adaptou às baixas da equipe e entrou em campo com: Gabriel Batista, Isla, Willian Arão, Bruno Viana e Filipe Luís; João Gomes, Diego, Arrascaeta e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabigol.

O JOGO:

Logo aos cinco minutos, Gabriel Batista mostrou sua primeira credencial e fez jus à escolha de Ceni. O Cria fez uma grande defesa e salvou o Mengo do primeiro gol adversário. No entanto, aos sete, apesar de ele ter conseguiu fazer mais uma grande defesa após falha bisonha de Bruno Viana, os esforços foram em vão, e o La Calera abriu o placar. Mengo 0 x 1 La Calera.

Não demorou muito para o time da casa ampliar o marcador e deixar a torcida do Flamengo apreensiva. Aos 26, após cobrança de escanteio, o verdadeiro terror da defesa rubro-negra, gol contra de Willian Arão. Mengo 0 x 2 La Calera.

Na tentativa de diminuir a vantagem adversária ainda na primeira etapa, aos 29, o Flamengo teve umm pênalti a seu favor e, com ele, a oportunidade de correr atrás do placar. E dos pés de Gabigol, saiu o tento da esperança para a Maior Torcida do Mundo. Com frieza e competência já conhecidas pela Nação, o camisa 9, tranquilamente, estufou as redes de Arias. Mengo 1 x 2 La Calera.

No lance seguinte, Arrascaeta recebeu um excelente cruzamento e cabeceou com endereço certo. Atento, o goleiro Arias espalmou e afastou o perigo.

O primeiro tempo marcou um Flamengo que, na maior parte do tempo, parecia desatento e disperso. Nos minutos finais, o Rubro-Negro chegou a ensaiar uma reação e, aos poucos, foi conseguindo trabalhar a bola para encontrar as jogadas. Na etapa inicial, o Mais Querido teve 66% de posse de bola, acertou 265 passes, teve 8 finalizações e dois escanteios. Apesar dos números, a má atuação coletiva e algumas falhas individuais determinantes, não permitiram que o Mengo conseguisse levar o empate para o intervalo no Chile.

Sem alterações para o segundo tempo, o Flamengo tentava se reencontrar e impor o seu jogo. Aos 11 minutos, grande chance do Mais Querido após cobrança de escanteio. Arrascaeta jogou dentro da área e a bola passou por todo mundo, mas desviou na defesa adversária e parou nas mãos do goleiro Arias.

Aos 14, primeira substituição de Rogério Ceni: saiu João Gomes, que já tinha cartão amarelo, para a entrada de Pedro. Logo após a alteração, o Mengo teve uma EXCELENTE chance com Arrascaeta. Após boa triangulação com Pedro e Gabi, o uruguaio mandou um chutaço da entrada da área e tirou tinta da trave.

Ligado no 220, o Flamengo despertou no segundo tempo e começou a pressionar o La Calera, conseguindo outro bom lance aos 17. Bruno Henrique comandou pela esquerda e encontrou Pedro, que finalizou, mas mandou para fora.

Em meados da segunda etapa, o Rubro-Negro começou a transformar sua posse de bola em chances de gol, e criou mais uma boa oportunidade. Após uma ‘confusão’ dentro da área, a bola encontrou Pedro, que tocou para Gabigol, mas o camisa 9 não conseguiu chegar a tempo de mandar para o fundo das redes. Mengo 1 x 2 La Calera.

Aos 29, quase o gol de empate. Filipe Luís deixou a marcação na saudade e cruzou para Gabigol cabecear, mas a bola parou nas mãos do goleiro Arias. No lance seguinte, Arão se redimiu do gol contra e marcou o tento de empate do duelo. Após cobrança de escanteio, o camisa 5 subiu sozinho para estufar as redes do La Calera. Tudo igual no marcador: 2 x 2.

Aos 35, Arrascaeta cometeu falta perigosa e o La Calera teve boa chance e ampliar. No entanto, Gabriel Batista estava atento e fez boa defesa, espantando o perigo. Logo depois, substituição dupla no Flamengo: saíram Bruno Viana e Isla para as entradas de Ramon e Matheuzinho.

Apesar de alguns flashes de melhora, o Flamengo não conseguiu ser efetivo no ataque e pecou por erros individuais da primeira etapa, que foram determinantes para o resultado. Com o empate no placar, o Mengo quebra a sequência de vitórias na competição, mas segue com boas chances de se classificar antecipadamente para as oitavas de final. Fim de papo no Nicolás Chahuán Nazar: Flamengo 2 x 2 La Calera.

Publicado em colunadofla.com.