"Flamengo vai até o limite por Dedé", diz Lay, que explica negociação com o Cruzeiro

"Flamengo vai até o limite por Dedé", diz Lay, que explica negociação com o Cruzeiro
FOX Sports

Apesar de ter contratado Rodrigo Caio, o Flamengo ainda busca mais um zagueiro nesta temporada. O principal sonho da diretoria rubro-negra é Dedé, mas o Cruzeiro resiste para segurar o camisa 26 na Toca da Raposa. No Ninho do Urubu para a apresentação de Gabigol, o repórter Ricardo Lay trouxe detalhes da situação envolvendo o defensor.

Segundo o jornalista, o Rubro-Negro ainda não desistiu da contratação de Dedé. No entanto, os cartolas trabalham em sigilo e utilizam uma postura diferente da que tiveram com Arrascaeta, até por conta da posição do atleta, que tem uma gratidão enorme ao Cruzeiro. Ainda assim, Lay destacou a entrevista de Itair Machado ao Globoesporte.com, quando o vice de futebol da Raposa ironizou um possível aliciamento dos cariocas aos atletas do Cruzeiro, mas que já não trata mais Dedé como inegociável:

"O Flamengo não desisiu de contar com o Dedé. O Itair, em tom de ironia, falou que se o Flamengo quiser ir atrás dos atletas do Cruzeiro, aliciando, o Flamengo pode entrar em contato, se pagar o que pagou pelo Arrascaeta. O Cruzeiro não teria postura de inegociável. As condições da negociação do Dedé são diferentes, por conta da fatia dos direitos econômicos", afirmou Lay, que revelou também um silêncio dos empresários donos da maior parte dos direitos de Dedé:

'Mantive contato com uma pessoa que faz parte do grupo de investidores e a postura é de silêncio para que não aconteça um mal-entendido. A negociação é diferente. O Flamengo vai insistir, vai até o limite. Não existe acordo para não ir atrás do Dedé", finalizou.

Até o momento, o Flamengo tem cinco zagueiros no elenco profissional: Léo Duarte, Rodrigo Caio, Rhodolfo, Thuller e Dantas. A diretoria acredita que ainda precisa de mais um nome para fechar o setor.

Flamengo ainda quer mais 3 reforços

Palmeiras tem 'trunfos' por Goulart

Santos quer ex-campeão da Libertadores

Crédito: Vinnicius Silva/Cruzeiro