• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Ídolo de Flamengo e Real Madrid, Sávio conta detalhes do pior treinador que teve: 'Não me ...

Tricampeão da Champions League vestindo a camisa do Real Madrid, o ex-atacante Sávio teve, ao longo das cinco temporadas que jogou no clube merengue, grandes treinadores. Jupp Heynckes, Guss Hiddink e Vicente del Bosque foram alguns dos nomes que o brasileiro teve o prazer de ser comandado na capital espanhola. No entanto, um foi apontado pelo ex-jogador como o pior que teve em sua carreira.

Em entrevista ao ESPN.com.br, Sávio apontou os motivos que fizeram com que o galês John Toschak se tornasse o mais ruim de sua jornada no futebol.

"O pior? Alguns, hein (risos). Tive um que não gostei no Real Madrid. Que foi um galês, o Toshack. Esse foi um trabalho muito ruim, não gostei. Foi o que menos gostei, vamos dizer assim. Eu não gostava do trabalho dele do dia a dia. Era um trabalho que, para mim, não acrescentava muita coisa. Os treinamentos, a maneira de trabalhar, de lidar com o grupo, taticamente dentro de campo, posicionamento. Por todos esses motivos, não achei o trabalho dele bom", disse.

Dentro de campo, Sávio, durante sua última temporada no Real Madrid, teve a possibilidade de trabalhar com Zinedine Zidane, atual treinador do clube espanhol. Para ele, o francês já demonstrava ser um grande líder dentro de campo.

“O Zidane ainda, apesar das conquistas que teve recentemente, é um treinador com a trajetória curta. Tem muita coisa pela frente. Até ele deve pensar nisso de melhorar, aperfeiçoar. Não é só pelas três Champions que é o maior da história do Real Madrid. Tenho certeza que ele vai aprender muito ainda com o futebol”.

“Na época, via o Zidane quando jogava com uma liderança muito maior dentro de campo. Não tanto fora dele, porque era muito calado como atleta. Tínhamos outros no grupo com a liderança forte, por exemplo, o Fernando Hierro, que era um líder nato, ainda o próprio Raúl, mesmo jovem, antes também tinha o Fernando Redondo. Mas, dentro de campo, o Zidane assumia sua liderança com talento, com sua técnica", complementou.

play
1:41

Tricampeão da Champions diz que Real Madrid é 'sempre favorito', mas vê outros a frente

Sávio ganhou a Champions pelo Real em 1997-98, 1999-2000 e 2001-02

O Real Madrid não começou a Champions League com o pé direito. O clube espanhol foi derrotado em casa por 3 a 2 para o Shakhtar Donetsk. Agora, os Merengues vão até a Alemanha enfrentar o Borussia Mönchengladbach, nesta terça-feira (27 de outubro), às 17h, em busca dos primeiros três pontos no torneio continental.

Para Sávio, a equipe do Santiago Bernabéu sempre será uma das favoritas ao título da competição por toda a história e tradição. No entanto, afirmou que, hoje, há outras equipes à frente para a conquista do torneio europeu.

"Quando se fala de Real Madrid, a camisa é forte, principalmente em Liga dos Campeões. É aquele clube que vai passando pelas etapas e, mesmo com dificuldades, vai crescendo nas fases finais. Mas, se olharmos hoje, apesar de ter ganhado o Campeonato Espanhol, se pega o início da temporada, vai ser sempre favorito? Vai. Mas se pegar os dois, três, quatro principais clubes, a gente tem algumas dúvidas e muitos não vão colocar o Real Madrid como um dos principais a ganhar. Todo esse grupo ou grande parte dele ganhou as quatro Champions, eu não sei, acho que estamos vendo a nível europeu, Inglaterra principalmente, clubes que entrar como favoritos", finalizou.

Publicado em www.espn.com.br.