• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Ídolo do Vasco revela que esteve próximo de fechar com o Flamengo: “Estava quase tudo certo”

Ídolo do Vasco após ter sido eleito o melhor jogador na final da Copa Libertadores de 1998, Donizete Pantera revelou que seu destino poderia ter sido outro. Em entrevista à ESPN o ex-atacante disse que esteve muito próximo de acertar com o Flamengo. Na época, quem o convenceu do contrário, foi Edmundo, outro ídolo cruzmaltino.

Após ter vivido momentos difíceis no Corinthians, em 1997, quando o clube paulista quase foi rebaixado no Brasileirão, Pantera foi emprestado para disputar o Mundial pelo Cruzeiro. Na ocasião, o jogador foi defender a equipe mineira e, sua intenção, era mudar de ares quando voltasse da competição internacional. Com o objetivo de dar outro rumo para sua carreira, o ex-futebolista chegou a negociar com o Flamengo.

A torcida pegava muito no meu pé porque eu era um dos principais jogadores do elenco. O Vanderlei Luxemburgo chegou ao Corinthians e disse que contava comigo para o projeto dele, mas eu já estava decidido. Eu iria para o Flamengo, estava quase tudo certo. Olha como são as coisas… -, disse antes de continuar:

O Edmundo é muito meu amigo e morávamos no mesmo condomínio no Rio de Janeiro. Ele me disse que iria ser vendido para a Fiorentina e queria que eu fosse para o lugar dele para substituí-lo (no Vasco) -, lembrou.

Ganhe dinheiro com capinhas e acessórios do Mengão!

Para convencer Donizete a ir para o Vasco o substituir, Edmundo contou com a ajuda de Eurico Miranda. Presidente do clube cruzmaltino na época, o mandatário foi pessoalmente até a casa de Pantera. E foi aí que o ex-jogador achou o convite irrecusável: “Quando o presidente de um clube vem até a sua casa, você vai fazer o quê? Olha a honra. Eu aceitei substituir o homem”, disse.

Publicado em colunadofla.com.