• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Indignado, Casagrande reprova Flamengo por retomar atividades em meio à pandemia

Na última quarta-feira (20), o Flamengo retornou com os treinamentos do elenco principal no CT Ninho do Urubu em meio à pandemia do novo coronavírus. Durante o programa “Troca de Passes”, do SporTv, o ex-jogador Walter Casagrande, atualmente comentarista, criticou e desaprovou a decisão da diretoria rubro-negra. Para definir a situação, ‘Casão’ cantou o refrão da música “Que país é esse?”, do Legião Urbana.

— O dia de hoje foi sombrio. Antes de eu dar a opinião, eu quero cantar o pedaço de uma canção da Legião Urbana: ‘Que país é esse? Que país é esse? (cantando). Já forma mais de 20 mil mortes e continua crescendo. Hoje, foram mais de mil óbitos. E ninguém leva esses números em consideração. Ninguém lamenta. O governo menos ainda. Ninguém do governo lamenta e mostra solidariedade às famílias. E no futebol ninguém fala nada sobre isso. Vão treinar. Presidentes dos clubes e federações discutem a volta do futebol com o governo. Cobra-se a volta do futebol porque o isolamento está muito pesado e o futebol vai ajudar. E nenhum desses personagens envolvidos nessa história lamenta pelas famílias ou se assusta com números.

Além disso, Casagrande apontou que deve existir uma ‘realidade paralela’ em algumas pessoas, ou seja, que parecem viver em outro mundo, se desvirtuando do que realmente acontece, de fato, na vida real.

— Parece que tudo o que acontece na pandemia é a tela de um filme e que isso não é real. Nós não estamos em um universo paralelo. O que eu estou falando é real, é do nosso universo. Eles não estão levando em consideração. Eles gostam de tentar virar o jogo e se fazer de vítima. Mas não dá para fazer isso nesta situação. Esse universo de voltar a treinar e de voltar a jogar não é o nosso. Infelizmente, o nosso universo é esse, de 20 mil mortos. Mas, parece que ninguém se interessa.

Publicado em colunadofla.com.