Jornalista avalia pressão sofrida por Abel Braga e critica protesto: “É falta do que fazer”

Jornalista avalia pressão sofrida por Abel Braga e critica protesto: “É falta do que fazer”

São cinco meses à frente do Flamengo. Para torcedores e parte da imprensa, o trabalho de Abel Braga no Flamengo vai de mal a pior. Por outro lado, há quem defenda seu aproveitamento. São três títulos – Flórida Cup, Taça Rio e Campeonato Carioca -, classificação para as oitavas de final da Libertadores, vantagem no mata-mata da Copa do Brasil e nono lugar no Campeonato Brasileiro. Baseando-se em números, alguns jornalistas defendem o rendimento e avaliam o tempo de trabalho como curto.

Na última segunda-feira (20), torcedores do Flamengo picharam os muros da Gávea e do Ninho do Urubu. Outro protesto foi marcado para esta tarde (21), na porta do centro de treinamento. A pressão sobre o Rubro-Negro foi tema nos principais programas esportivos do país. Para Quesada, jornalista do canal Fox Sports, o flamenguista está exagerando em suas reclamações.

Acho completamente exagerada (a pressão). Em relação aos resultados, o time está indo bem. Precisa melhorar no Campeonato Brasileiro mas ainda está no inicio. Quanto a formação do elenco, quando Diego era titular muita gente queria o Arrascaeta em campo e agora a querem o Diego de novo. A torcida tem que parar com essa mania, o torcedor do Flamengo tem muito disso, de que o melhor sempre está no banco de reservas. E o técnico é sempre aquele que não treina o time. Se o Abel não treinasse hoje, muita gente estaria pedindo por ele. Quero ver esse protesto hoje no treino. Protestar contra o Abel no local de treino do Flamengo? Realmente é uma falta do que fazer –, analisou.

O Flamengo é o nono colocado no Campeonato Brasileiro – somando sete pontos: duas vitórias, duas derrotas e um empate. O próximo desafio do Rubro-Negro é diante do Athletico-PR, no Maracanã. A partida será válida pela sexta rodada do torneio e está prevista para às 16h.