• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Jornalista compara Rogério Ceni e Fernando Diniz: “Lideram o ranking de teimosia, convicção e soberba”

O Flamengo entrou em campo na tarde do último domingo (24), para enfrentar o Athletico-PR pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro acabou superado pelo time paranaense e perdeu por 2 a 1, na Arena da Baixada, em Curitiba. O resultado negativo, mais uma vez, colocou o trabalho de Rogério Ceni em xeque. Muito questionado pela torcida e até pela imprensa, o treinador foi comparado ao comandante do São Paulo, Fernando Diniz. O responsável por traçar um paralelo entre os técnicos foi o jornalista Arnaldo Ribeiro.

Assim como Ceni, o técnico do time paulista desperdiçou diversas oportunidades de manter a equipe brigando, de fato, pelo título brasileiro. Em participação no podcast Posse de Bola, do Uol Esporte, Arnaldo Ribeiro avaliou as características dos treinadores e chegou a conclusão que ambos lideram o ranking de ‘teimosia, convicção e soberba’. Além disso, o comentarista ressaltou que Diniz sabe lidar melhor com seus atletas se comparado a Ceni.

Eu acho que os dois têm a soberba da derrota, Rogério Ceni e Fernando Diniz, cada um à sua forma. Como o Rogério Ceni tem um histórico vitorioso em um clube, no Fortaleza, isso pode ser relativizado no caso dele, embora a trajetória dele como técnico de time grande, de massa, até agora tenha capítulos parecidos em insistências inócuas e repetições, digamos, de difícil compreensão. Os dois têm, acho que eles lideram o ranking de teimosia, convicção/soberba, é muito difícil entender -, disse, antes de prosseguir:

O Fernando Diniz é refém da convicção de um tipo de jogo, a soberba de um jogo que para mim não é nada competitivo, é um jogo que não é praticado em lugar algum, é um jogo muito distante do que o torcedor de um time de futebol gosta, e acho que é quase um jogo de video-game, digamos assim -, continuou ele:

Ele não é refém de pessoas, a não ser do principal jogador. Ele sabe costurar melhor as alianças com os jogadores, isso já deu para compreender dos momentos em que ele fracassou nos outros clubes também, ele manteve boas relações com os jogadores do Athletico-PR, do Fluminense e vai manter com os do São Paulo, com os principais. O Rogério tem uma dificuldade imensa disso, ele não sabe ainda, não sei se aprenderá, dosar a questão da autoridade com a questão do coleguismo -, finalizou.

Tentando manter vivo na luta pelo título, o Flamengo de Rogério Ceni volta a entrar em campo nesta quinta-feira (28), quando enfrenta o Grêmio. O confronto acontecerá a partir das 20h (horário de Brasília), na Arena do Tricolor, em atraso pela 23ª rodada do torneio. Enquanto o Fla segue na terceira colocação da tabela, com 55 pontos, o time gaúcho está em sexto, com 51.

Publicado em colunadofla.com.