Jornalista detona declarações de dirigente do Flamengo: “É um sujeito despreparado”

Jornalista detona declarações de dirigente do Flamengo: “É um sujeito despreparado”

O Flamengo passa por momento turbulento dentro e fora de campo. Se no Campeonato Brasileiro o técnico Abel Braga não consegue emplacar uma sequência de resultados e atuações convincentes, além das quatro linhas a diretoria rubro-negra bate cabeça e causa irritações na torcida. Na última quarta-feira (22), o diretor de relações externas do clube, Cacau Cotta, foi a causa da confusão.

Graças à fase do futebol do clube, a Gávea e o Ninho do Urubu foram pichados. Em resposta a isto, Cotta se pronunciou – e piorou a situação. Segundo o dirigente, os dizeres teriam motivação política por conta da caligrafia e da ortografia das pichações. Mesmo com a reação negativa, o diretor voltou a repetir esta opinião em dois programas esportivos.

No Rádio Fox desta quinta-feira (23), o jornalista Flávio Gomes detonou as declarações de Cotta. Segundo Gomes, a presença do dirigente é uma marca negativa para o Flamengo.

Ele é tão confuso na maneira de se expressar que, antes de se desculpar, repetiu a declaração. Foi uma declaração bastante preconceituosa, ele repetiu e insistimos por um pedido de desculpas. É um sujeito despreparado para assumir qualquer cargo no clube. Uma pessoa que se expressa dessa maneira não pode assumir o nome do Flamengo –, afirmou.

O jornalista atacou, também, a diretoria de modo geral. Para ele, os dirigentes rubro-negros mostram omissão.

Uma diretoria organizada não vai a publico sobre protesto. Se fosse entrosada, a única resposta aceitável era: “de contratações eu não falo”. A empresa Flamengo tem que determinar quem fala o que e organizar essa bagunça –, disse.