Jornalista diz que Jorge Jesus abraçou projeto do Flamengo e desconsiderou possibilidades na Europa

Jornalista diz que Jorge Jesus abraçou projeto do Flamengo e desconsiderou possibilidades na Europa

O Flamengo acertou com Jorge Jesus no dia primeiro de junho, quando, na época, muitos diziam que o treinador iria esperar alguns dias para dar uma resposta ao clube. Porém, em rápida reunião com o presidente Rodolfo Landim, em Madri, na Espanha, o comandante sacramentou sua vinda para o Brasil. O jornalista Jorge Nicola, no programa Bate Bola, da ESPN, informou que o técnico surpreendeu as expectativas e aceitou dirigir o Rubro-Negro antes mesmo de ouvir propostas da Europa. De acordo com Nicola, isso se deu pelo fato do projeto ter agrado a Jesus.

Jorge Jesus já disse para algumas pessoas mais próximas que assinou contrato de um ano com o Flamengo por que não descarta, futuramente, assumir uma seleção nacional. Mas, ele tinha a prerrogativa de esperar um pouco mais (para aceitar a proposta do Flamengo), com a tentativa de se encaixar em um outro mercado, pois a janela de transferência começa agora -, disse o jornalista, que completou:

Ele se antecipou à janela, onde surgiriam mais proposta. Ele aceitou fechar com o Flamengo por que apostou no projeto do Flamengo. Jornalistas de Portugal chegaram a dizer que a expectativa era que Jesus tentaria enrolar o Flamengo durante algumas semanas à espera de outras propostas e não aconteceu isso. Ele bateu o martelo com o Flamengo até com uma relativa tranquilidade. Ele decidiu abraçar o projeto -, finalizou.

Flamengo e Jorge Jesus acertaram contrato de um ano. Ou seja, até meado de 2020. Em sua entrevista de apresentação, na última semana, o treinador explicou que os 12 meses de vínculo é para ver se ambas as partes – tanto os dirigentes quanto o técnico – irão se adaptar. Caso tudo saia conforme o planejamento, existe a possibilidade de renovação.

Após a assinatura do contrato, Jorge Jesus foi à Portugal, mas já retornou ao Rio de Janeiro de forma definitiva. O treinador terá o primeiro contato com os jogadores na manhã da próxima quinta-feira (20), quando os atletas se reapresentam dos sete dias de folga que receberam. O comandante terá três semanas para treinar a equipe e estreará no confronto do dia 10 de julho, contra o Athletico-PR, pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil.