• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Jornalista português destaca “febre Flamengo” no país e cita possível entrave para permanência de Jesus

O Flamengo está muito próximo da conquista do título brasileiro e, no próximo sábado (23), tem o principal compromisso da temporada: a disputa da final da Libertadores, contra o River Plate. A evolução da equipe carioca é de impressionar e passa, sobretudo, pela implementação da filosofia de trabalho de Jorge Jesus. O repórter português Pedro Guerra, da emissora “Antena 1“, enalteceu o treinador e destacou a “febre Flamengo” na Europa.

Esse trabalho que estamos assistindo do Jorge Jesus no Flamengo foi o que também ele fez no Benfica. Ou seja, ele conseguiu acabar com a hegemonia do Porto, reconquistou a equipe e levou o Benfica a ter mais títulos em Portugal nos últimos 10 anos. Jorge Jesus é um treinador que percebe o futebol como muita pouca gente faz, é muito rígido, muito eficaz e faz as equipes delem jogarem futebol. Faz três (gols) e está sempre no ataque. Essa é a filosofia do Jorge Jesus -, disse Guerra, em entrevista concedida ao Coluna do Fla.

Apesar de exaltar o trabalho do treinador à frente do Rubro-Negro, o jornalista também apontou um possível obstáculo para a permanência do “Mister”, que tem contrato com o Fla até a metade da temporada de 2020.

Ele só não tem uma carreira mais longa na Europa porque ele não quer, é um homem muito ligado à família. E esse vai ser um problema que vai acontecer aqui. A gente sabe que o Flamengo quer que o Jorge Jesus continue,  mas ele é muito ligado à família -, revelou.

CONFIRA NA ÍNTEGRA O PAPO COM O REPÓRTER PORTUGUÊS:

Publicado em colunadofla.com.