• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Judoca do Flamengo, Sarah Menezes comemora adiamento das Olimpíadas e deve se aposentar após competição

Na manhã desta terça-feira (24), o Comitê Olímpico Internacional (COI) e o governo japonês anunciaram que, em virtude da pandemia do COVID-19, a Olimpíada deste ano foi transferida para 2021. Para a representante do judô rubro-negro Sarah Menezes, o adiamento da competição, na qual ela vai competir, foi positiva.

A judoca, de 29 anos – prestes a completar 30, na próxima quinta-feira (26) – pretendia se aposentar após o evento deste ano. Em entrevista ao jornal O Globo, Sarah disse que também vai adiar seus planos e seguirá se preparando para disputar os jogos em 2021.

Tem um lado bom e um lado ruim. O bom é que vai dar uma nova chance a todos, principalmente para mim, que passei por um período bem difícil voltando de lesão. O lado ruim é essa epidemia, que mudou a vida de muita gente. Mas estou feliz. Sempre pensei em parar o judô este ano, após os Jogos Olímpicos. Agora, vou continuar até lá (2021). Depois, eu penso em parar. Agora é continuar sonhando e aproveitar essa segunda chance -, declarou.

Desde o início da temporada 2020, Sarah Menezes vem defendendo a Seleção Brasileira em todas as competições internacionais. Até agora, a rubro-negra disputou o Grand Prix de Tel Aviv (Israel), Aberto de Odivelas (Portugal) e o Grand Slam de Paris (França), e participou também dos treinamentos de campo em Mittersill, na Áustria, e em Roma, na Itália.

Devido ao surto do novo coronavírus, praticamente todas as atividades esportivas foram suspensas, adiadas ou canceladas – no Brasil e no mundo. A prioridade, no momento, é preservar a vida dos esportistas e de todos os profissionais envolvidos na realização de cada competição. No Flamengo, todos os atletas e funcionários do clube foram liberados por tempo indeterminado.

Publicado em colunadofla.com.