• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • OCTACAMPEÃO BRASILEIRO

Justiça do Rio de Janeiro concede recurso e anula intervenção na CBF

A crise na Confederação Brasileira de Futebol parece não ter fim. Isso porque, em ‘cabo de guerra’ com a Justiça do Rio de Janeiro, a entidade conseguiu anular a decisão de intervenção em suas dependências. A decisão aconteceu minutos depois de Rodolfo Landim e o presidente da Federação Paulista, Reinaldo Carneiro Bastoso, chegarem ao local. Apesar disso, a decisão não é definitiva.

Tomada pelo desembargador Luiz Umpierre de Mello Serra, da 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, a decisão é fruto de um recurso da CBF. Com isso, ele concedeu ‘efeito suspensivo‘ para os advogados da entidade minutos depois que os novos interventores assinaram o documento que confirmava a mudança. Dessa forma, o pleito também anula a nova escolha de um vice-presidente e o comando do órgão segue com Coronel Nunes.

Como mencionado, no entanto, a decisão não é definitiva. Isso porque, no momento, o Ministério Público do Rio de Janeiro já trabalha por um novo recurso, que derrubaria a definição do desembargador. Além disso, a questão será analisada pelos demais integrantes da 17ª Vara, a fim de definir a legitimidade ou não da manobra. Assim, tudo deve ser decidido nos próximos dias.

Vale destacar que, a crise na CBF começou com as sérias acusações ao presidente Rogério Caboclo. O dirigente foi afastado do cargo após uma de suas funcionárias o denunciar por assédio sexual e psicológico. Ele nega, mas a investigação está para terminar ainda neste mês. Dessa forma, caso seja condenado, o cartola corre risco de ser banido do futebol.

Publicado em colunadofla.com.