• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Luto! Morre Silva Batuta, ídolo do Flamengo e um dos primeiros ciganos do futebol

POR TULIO RODRIGUES

Morreu na noite desta desta terça (29), o ex-jogador Wálter Machado da Silva, mais conhecido como “Silva, o Batuta”. Diagnosticado com Covid-19, estava há dez dias internado no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro. Ainda não há comprovação se o vírus teve relação com seu falecimento. O eterno ídolo Rubro-Negro tinha 80 anos de idade.

Na madrugada desta quarta (30), o Flamengo fez uma homenagem ao também funcionário nas redes sociais: “O Clube de Regatas do Flamengo lamenta profundamente o falecimento do grande ídolo Silva Batuta, que nos deixou nesta terça-feira. Ele marcou época com o Manto Sagrado na década de 60. Foram 70 gols em 132 jogos pelo Mais Querido e os títulos do Campeonato Carioca (1965) e do Torneio Internacional do Marrocos (1968) conquistados. Obrigado por tudo, Silva! Você estará para sempre em nossos corações“.

Silva trabalhava há mais de 10 anos no departamento social da sede da Gávea. Quando encerrou a carreira como jogador de futebol em 74, também trabalhou como olheiro no futebol do clube. Como jogador, em 132 jogos, marcou 70 gols, foi campeão Carioca em 1965, no ano do Quarto Centenário da cidade do Rio de Janeiro e do Torneio Internacional do Marrocos. Foram duas passagens pelo Mais Querido: A primeira de 1965 a 1966 e a segunda de 1968 a 1969.

UM DOS PRIMEIROS CIGANOS DO FUTEBOL BRASILEIRO

Batuta rodou bastante pelo futebol brasileiro e mundial numa época em que muitos jogadores faziam carreira num só clube. Jogou com Zizinho no São Paulo, onde iniciou a carreira, no Santos de Pelé e foi pra Copa do Mundo de 1966, na Inglaterra. Fez história também pelo Racing, em 1969, sendo o único brasileiro a ter sido artilheiro do campeonato argentino. Pelo maior rival do Fla, o Vasco da Gama, foi campeão estadual em 1970 após um jejum de 12 anos.

Também teve passagens pelo Batatais, Botafogo de Ribeirão Preto, Corinthians, Barcelona, da Espanha, Botafogo, Atlético Rio Negro, Junior Barranquilla e Tiquire Flores, da Venezuela. Ainda não foram divulgadas as informações sobre seu sepultamento.

Publicado em colunadofla.com.