• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Maior ídolo da história do Flabasquete, Marcelinho relembra título do NBB de 2015 e revela ‘peculiaridade’ do elenco

Por: Nathalia Coelho

A conquista do tetracampeonato do Flamengo no Novo Basquete Brasil (NBB), completou cinco anos no último sábado (30). Jogando fora de casa, em Marília (São Paulo), o Rubro-Negro manteve sua soberania no maior campeonato de basquete do país, ao vencer o Bauru por 77 a 67 e fechar a série melhor de três em 2 a 0.

Para Marcelinho Machado, maior ídolo do basquete rubro-negro, o dia 30 de maio de 2015 nunca será esquecido. Em entrevista ao Coluna do Fla, o eterno capitão do Orgulho da Nação disse que, apesar daquela temporada não ter sido fácil, o elenco do Fla, na ocasião, era o mais rico que o clube já teve em termos de qualidade e superou as adversidades, chegando, enfim, ao topo.

Foi um ano que não foi simples, porque nós havíamos perdido uma Liga das Américas, em casa, para um time mexicano, na semifinal, e o nosso time era melhor. A gente sentiu muito aquela derrota. Isso nos pressionou ainda mais, porque a gente não fez uma boa campanha regular e, se não me engano, nos classificamos em terceiro lugar para os playoffs do NBB -, relembrou antes de prosseguir:

Mas até a série das quartas de final, a gente titubeou para ganhar do São José, um time que tinha seus valores Valtinho, Caio (Torres), mas o nosso time tinha muito mais talento. Nosso time inclusive, era o do ano do Mundial. Então, talvez esse tenha sido o plantel mais rico que o Flamengo já teve em termos de qualidade. E parece que depois daquele quinto jogo contra o São José, o time encaixou. E na semifinal, contra o Limeira, a gente começou ganhando os dois jogos lá (fora) e depois ganhamos o terceiro no Tijuca -, destacou.

Ganhe dinheiro com capinhas e acessórios do Mengão!

Marcelinho finalizou destacando que o elenco da temporada 2014-2015 jogou a série final em alto nível. Rubro-negro apaixonado, o ex-camisa 4 ainda fez questão de destacar que todos os títulos conquistados com o Manto Sagrado são guardados com muito carinho por ele.

Na final contra o Bauru, a gente, realmente, estava num nível acima. A gente jogou um basquete de altíssimo nível. Era um elenco cheio de opção, com muita qualidade. E acabamos vencendo (a série) por 2 a 0 e ganhando esse tretacampeonato. Eu guardo com carinho, assim como guardo todos os títulos que eu tive na minha carreira. Mas em especial, esses que tive com a camisa do Flamengo, que me marcaram bastante -, concluiu.

Defendendo o seu clube de coração, Marcelinho Machado conquistou 10 títulos estaduais (de 2007 a 2016), seis campeonatos nacionais – cujo um ainda era organizado pela Confederação Brasileira de Basquete (CBB) em 2008 – e cinco são do NBB (2008/2009, 2012/2013, 2013/2014, 2014/2015 e 2016/2017), além de uma Liga Sul-Americana em 2009, uma Liga das Américas e um Mundial de Interclubes, ambos em 2014.

Publicado em colunadofla.com.