• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Mano Menezes vê técnicos estrangeiros como ‘moda’ no Brasil e garante: “Vai passar”

Nos últimos anos, diversas equipes brasileiras optaram por contratar treinadores de outros países. O caso de maior sucesso foi o Flamengo com Jorge Jesus, treinador que, em apenas um semestre, conquistou Brasileirão e Libertadores no Rubro-Negro. Após isso, outros estrangeiros ganharam espaço no Brasil, situação que parece incomodar Mano Menezes. O experiente treinador, aliás, acredita que a ideia não irá à frente.

Em entrevista concedida à Rádio Gaúcha, o ex-comandante do Palmeiras afirmou que a preferência por técnicos de outros países trata-se de uma questão momentânea: “O Brasil é um país da moda. A moda agora é treinador estrangeiro, e temos de aceitar como as coisas são. Isso não acontece do nada”, disse ele. Na sequência, Mano completou:

– Essa moda vai passar, como todas as outras passaram. Mas acho positivo a vinda de técnicos estrangeiros. Elevar o nível, como fez o Jorge Jesus, causa desconforto e incomodação e, aqueles técnicos que escolherem o caminho correto, da busca por uma melhor preparação, para formar uma metodologia e filosofia nova, vão passar por isso como deve ser, trazendo coisas boas para o futebol brasileiro. Mas a moda vai passar, porque logo os técnicos estrangeiros terão os mesmos problemas que tivemos aqui, que é a questão do calendário, campos ruins, derrotas. Só um vai ganhar e todos os outros vão perder. O mundo está muito imediatista, e a moda vai passar e outra moda virá.

O último trabalho de Mano foi no Palmeiras, em 2019. Fato curioso é que a demissão do treinador ocorreu logo após uma goleada por 3 a 0, sofrida para o Flamengo de Jorge Jesus. Vale destacar que, após a saída do português, o Fla buscou outro técnico estrangeiro: trata-se do catalão Domènec Torrent, que estreia neste domingo (09), em partida contra o Atlético-MG, pelo Brasileirão.

Publicado em colunadofla.com.