• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Marilene Dabus, “A moça do Flamengo”, morre aos 80 anos; clube publica nota de pesar

A sexta-feira (17) começou com uma perda significativa para o jornalismo brasileiro. Marilene Dabus, primeira mulher a cobrir futebol no país morreu aos 80 anos, no Rio de Janeiro. A “Moça do Flamengo”, como era conhecida, foi vítima de um câncer.

Marilene se destacou no jornalismo no fim da década de 60, participando de um programa de conhecimentos sobre o Flamengo. Com a grande maestria que teve na TV Tupi, a jornalista foi chamada para ser setorista do clube no jornal “Última Hora.”

Após o grande sucesso no jornalismo, Marilene Dabus foi vice-presidente de comunicação do clube na década de 70. A Moça do Flamengo foi fundamental para o crescimento da torcida nos anos 80. A ideia de chamar o centro de treinamento George Helal também foi dela.

O clube já havia colocado o nome da jornalista na sala de imprensa da Gávea. Antes da estreia no Carioca, que será neste sábado (18), contra o Macaé, será respeitado um minuto de silêncio em sua homenagem.

Confira a nota de pesar divulgada pelo Flamengo

Publicado em colunadofla.com.