• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

“Não me considero herói”: Diego Alves aponta outro jogador como decisivo para título da Supercopa

O Flamengo se sagrou bicampeão da Supercopa do Brasil, no último domingo (11), ao ganhar o Palmeiras nos pênaltis – a partida terminou 2 a 2 no tempo regulamentar. Diego Alves agarrou três penalidades e foi um dos principais jogadores para a conquista do torneio. Porém, o arqueiro apontou Diego Ribas como o responsável pelo troféu, pela ‘defesa‘ salvadora, em cima da linha, ainda durante o jogo.

 

Não me considero herói em nada. Eu acho que todo mundo fez a sua parte. O Diego também salvou uma bola. Eu acho que a defesa mais importante foi a que o Diego tirou em cima da linha. E logo depois nos pênaltis, é uma característica que eu tenho. Goleiros têm suas características, sua maneira de jogar. E eu me identifiquei sempre bem com os pênaltis, desde pequeno. Sempre tive boa leitura, boa intuição. Eu acho que passar que, com o passar do tempo, também passei a entender que o pênalti influência uma guerra psicológica ali na hora -, disse o goleiro, em entrevista ao “Bem, Amigos“, do SporTV.

Diego Alves se tornou um dos maiores pegadores de pênaltis da história do futebol. O goleiro, no entanto, admitiu nunca ter ambicionado este status. Além disso, o camisa 1 do Flamengo revelou um pouco mais sobre a estratégia utilizada com os rivais no momento das cobranças.

Você tentar jogar com o nervosismo da situação para você tentar adivinhar o que o jogador que fazer. E nessa caminhada vem dando certo esse tipo de situação. Mas nunca foi uma coisa almejada, de querer pegar pênalti. Eu venho de uma época de Taffarel em 1994. Rogério Ceni, Dida, Marcos… goleiros que pegavam muitos pênaltis. Então, essas são minhas referências -, encerrou Diego Alves.

Após folgar na segunda-feira (12), Diego Alves se reapresenta na tarde desta terça (13), no Centro de Treinamento do Ninho do Urubu. Assim como o restante do elenco, o goleiro passa a focar no clássico com o Vasco da Gama, que teve hora e data alteradas. O duelo agora acontecerá às 19h (horário de Brasília) de quinta-feira (15), o que revoltou os dirigentes cruzmaltinos. A bola irá rolar no Maracanã, pela nona rodada da Taça Guanabara.

Publicado em colunadofla.com.