• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

NÃO VIAJARAM COM A DELEGAÇÃO

Para o jogo desta terça-feira contra o Unión La Calera ficaram no Rio os atletas Diego Alves, Rodrigo Caio, Gerson, Renê e Michael.

Diego Alves sentiu um desconforto na primeira etapa do jogo diante a LDU em Quito e precisou ser substituído. Hugo entrou em seu lugar e apesar de não ter culpa nos gols tomados não mostrou segurança, perdendo inclusive a vaga para Gabriel Batista no confronto de sábado passado diante do Volta Redonda. A ausência de Diego será bastante sentida devido a sua experiencia e tranquilidade que passa ao time tanto embaixo das traves como em situações de jogo com os pés;

Rodrigo Caio já vem fora de combate há algum tempo, o atleta vem convivendo com contusões desde a temporada passada que se estendeu até esse ano.  O  atleta voltou a jogar, participando bem do jogo contra o Palmeiras na decisão da Supercopa do Brasil vencida pelo MENGÃO nos pênaltis, inclusive convertendo a cobrança derradeira, mas não consegue ter sequencia e é outro que faz falta na organização do sistema defensivo;

O curinga Gerson é outro que terá sua ausência sentida durante a partida, mesmo com o garoto João Gomes dando conta do recado na pegado do meio campo, não se pode negar que o talento de Gerson fará falta;

Outro desfalque é o lateral reserva Renê, opção bastante usada por Rogerio para melhorar a marcação e aumentar a pegada do time nos momentos de pressão do adversário, Renê entrou no segundo tempo em Quito e em uma arrancada teve um estiramento na coxa esquerda, sua ausência será sentida principalmente se o titular Filipe Luiz precisar ser substituído pois a terceira opção o jovem Ramon ainda não mostrou segurança.

Outro que fica fora é Michael, o arisco atacante parece estar encontrando um ritmo confortável no time, é o principal garçom no Carioca com 6 assistências e anotou dois gols na competição, e justo agora que ele vem conquistando o seu espaço, inclusive com grandes chances de ser utilizado nos jogos da libertadores,  o atleta sofre com uma lesão muscular.

Em contrapartida vale ressaltar o salto de qualidade no futebol do Vitinho, o meia-atacante tem jogado bem no Carioca e sempre que chamado tem entrado bem nos jogos da liberta, o jogador vem superando as criticas do passado e se tornando peça importante no esquema de Rogerio Ceni, que inclusive sempre acreditou no potencial do atleta.

flamengoRJ