• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

O QUE VOCÊ FEZ, TORRENT

Imagine que você seja um recém formado pela melhor faculdade do mundo e com as melhores notas da turma. Aí você faz um pequeno estágio em uma empresa vinculada na faculdade da qual você foi graduado e após o término de seu estágio recebe a proposta para assumir a direção geral da Coca-Cola.

Líder no mercado, todos acostumados com o sabor conhecido no mundo todo e após assumir o comando da Coca-Cola a sua primeira medida é mudar a fórmula tão conhecida pela fórmula do guaraná.

Pois foi justamente isso que o Torrent fez. Conseguiu destruir um time vencedor em apenas 45 minutos.

A primeira rodada o time jogou bem, dominou as ações, porém com um caminhão de gols perdidos saiu derrotado da partida. Inclusive jogou melhor que as finais do Estadual

Mas o que vimos hoje foi um absurdo total que beira a sandice. Primeiro pega um dos melhores zagueiros do futebol brasileiro e o improvisa como lateral-direito. Depois deixa um ataque que se notabilizou pela intensa movimentação e troca de posições eu um verdadeiro ataque de totó. A melhor dupla de ataque da América Latina ficou distante e fácil de serem marcados.

Tirou Arrascaeta para enfiar o Vitinho como ponta direita e tirou Everton Ribeiro da sua posição para deixá-lo centralizado e encaixotado na marcação adversária. Aliado a tudo isso deixou um time espaçado, com Rodrigo Caio tomando uma bola atrás da outra nas costas e não demorou muito para sofrer o primeiro gol.

Continuou apático na beira do campo, não corrigiu os problemas do time e logo sofreu o segundo gol da mesma forma que o primeiro, jogada pelo lado direito da defesa e nada de corrigir os defeitos do time.

Vem o segundo tempo e volta com duas alterações: Rafinha no lugar do Gustavo Henrique e Pedro no lugar do Vitinho, quando a coisa mais óbvia a ser feita era Rafinha no lugar de um dos zagueiros, do Léo Pereira de preferência e Arrascaeta no lugar do Vitinho voltando ao time que tanto fez sucesso nestes últimos 12 meses.

Torrent não admite manter o esquema que vinha dando certo e quer implantar suas idéias de forma abrupta, sem tempo para treinar e não dá o braço a torcer que não está dando resultado. Com isso pode tirar os jogadores de suas características e principalmente perder o elenco com menos de um mês de trabalho.

Se a pressão em substituir o antecessor que ganhou cinco títulos em 12 meses e apenas quatro derrotas já era enorme, com este início pífio a pressão será ainda maior. E aqui fica uma lição do futebol brasileiro ao catalão: NÃO SE MEXE EM TIME QUE ESTÁ GANHANDO!

Obs. (1): Após Marcelo Cirino, deveria ser proibido no Flamengo contratar jogador do Athletico. Como é fraquinho o tal de Léo Pereira.

Obs. (2): Após a parada o time voltou muito mal, jogadores péssimos tecnicamente e alguns parecem fazer corpo mole. Ou Marcos Braz toma atitude ou jogaremos o ano no lixo.

Obs. (3): Domingo o Rafinha deu a desculpa de terem ficado 24 dias sem jogar e isso pesou na derrota. Hoje o Atlético-GO estava há cinco meses sem uma partida oficial.

Escrito por Marcelo Neves